Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Programa Identidade Jovem beneficiará 11 mil jovens em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Em um auditório completamente lotado, foi lançado em Parauapebas o Programa Identidade Jovem, ou simplesmente ID Jovem, que beneficia 10.921 jovens de baixa renda do município, com idade entre 15 e 29 anos. O lançamento foi na última terça-feira, 23, com a presença de representantes governamentais das esferas municipal, estadual e federal.

O lançamento foi preparado pela Coordenadoria Municipal da Juventude (CMJ) diante de um fato verificado em Parauapebas: apenas 30 jovens vinham usufruindo os benefícios da ID em meio ao universo de 11 mil que têm direito ao pagamento de meia entrada em cinema, teatro, shows e eventos esportivos, e mais: direito a duas vagas gratuitas em viagens interestaduais feitas por ônibus, trem e embarcação.


“O nosso desafio é fazer com que a Identidade Jovem chegue a todas as escolas, todas as comunidades, para que os jovens possam usufruir desses direitos, que foram conquistados por eles”, frisou o titular da CMJ, Rafael Ribeiro, que viajou para Belém e para Brasília para fixar parcerias com os governos estadual e federal e garantir o lançamento do programa em Parauapebas, que contou com as presenças de Lucas Patrick Gonçalves, da Secretaria Nacional da Juventude, e de Raimundo Rodrigues, coordenador do Propaz Juventude, no Pará.

Ambos reforçaram que o “enorme desafio” é fazer com que os jovens façam valer os seus direitos. Em todo o Brasil, cerca de 16 milhões de jovens de baixa renda podem adquirir a ID, mas somente entre 15 e 16 mil adquiriram a Identidade até agora. “Nós escolhemos a cidade de Parauapebas porque já tem uma Secretaria da Juventude instituída no município. Priorizamos as cidades que se preocupam com a juventude”, revelou Lucas Gonçalves, que conclamou: “A nossa juventude tem que ser mais protagonista do seu destino. Não pode ser mais coadjuvante. A gente tem que fazer as coisas acontecerem”.

Raimundo Rodrigues informou que o programa não foi logo operacionalizado em Parauapebas porque era preciso preparar a rede de atendimento e capacitar funcionários do município para o jovem ser bem atendido. “Nós vamos ser parceiros de vocês na construção e operacionalização do ID Jovem”, afirmou o coordenador do Propaz, que destacou “toda a disposição” do Governo Darci, para materialização do programa. “Sem dúvida nenhuma ele tem preocupação gigantesca com sua juventude”.

Conforme explicou Rafael Ribeiro, para que o programa tenha êxito total em Parauapebas a parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) é decisiva. Isso porque para que o jovem obtenha a Identidade precisa comprovar que é de renda familiar de até dois salários mínimos e precisa ter o chamado NIS, Número de Identificação Social, emitido pela Caixa Econômica Federal.

Em caso de não ter o NIS, o jovem deve ir ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e levar os documentos de identificação, para obtenção do NIS. Presente no lançamento, a secretária adjunta de Assistência Social, Suely Guilherme assegurou que a Semas dará toda atenção para agilizar o cadastro dos jovens. “A Identidade Jovem não é para todos, mas para quem precisa, e a Semas está aqui”, frisou a adjunta.

Suely Guilherme observou que se depender dos empresários a ID Jovem continuará sem qualquer divulgação. “Quem vai divulgar isso são vocês. Peço à juventude que faça com que o ID Jovem funcione”, disse ela.

 

PREFEITO DARCI ASSINA DECRETO

Para que a Identidade Jovem seja respeitada em Parauapebas, o prefeito Darci Lermen assinou decreto ainda ontem criando o Comitê Municipal de Acompanhamento e Fiscalização do ID Jovem em Parauapebas. Darci Lermen não pode participar do evento porque precisou viajar, de última hora, para Brasília.

O comitê já está funcionando e preparado para receber denúncias dos jovens que, mesmo com a Identidade, tenha seus direitos desrespeitados. “Agora, o jovem tem onde denunciar quando for ao cinema, à empresa de ônibus e ter a meia entrada recusada”, ressaltou Rafael Ribeiro.

Do lançamento do Programa ID Jovem em Parauapebas também participaram Micheli Dangeli, do Conselho Municipal da Juventude; Alexandre Alves, da União Municipal dos Estudantes de Parauapebas (Umespa); Davi Veras, da União Geral dos Estudantes do Sudeste do Pará (Ugespa); Elton Reis, da União Nacional dos Estudantes (UNE); Henrique Santos, da Sociedade Civil Organizada; Joelson Leite, do Procon; Célia Souza, do CADÚnico; Wesley Costa, gerente do Circuito de Cinemas; Gardenha Martins, conselheira tutelar; Rodrigo Legal, do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdcap); Kaliandra Alves, diretora do campus da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra); e James Souza, do Departamento de Relações com a Comunidade.

JOVENS PODEM PROCURAR A CMJ

A Identidade Jovem pode ser obtida por meio do site da Caixa Econômica Federal, onde o jovem precisará preencher alguns dados com o NIS em mãos. O cartão pode ser impresso ou até mesmo virtual. Para isso, o jovem só precisará baixar o aplicativo “ID Jovem” em seu próprio celular e apresentá-lo na hora de comprar a meia entrada nos eventos artístico-culturais e esportivos.

Quem enfrentar dificuldades, pode procurar a CMJ, que irá ajudar o jovem a obter a ID. A CMJ fica na rua Rio Claro, 202, no bairro Beira Rio. Telefone: 3346-7679.

Reportagem: Hanny Amoras / Ascom-PMP

Publicidade

Veja
Também