Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

PROQUAVI: Empresa prepara cidadãos paraenses para o trabalho mineral

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Uma das grandes patrocinadoras da realização do 7º Workshop de Engenharia de Minas e Meio Ambiente, realizado pela Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) em dezembro do ano passado, desempenha papel essencial para o desenvolvimento socioeconômico das comunidades onde atua, especialmente nos municípios que floresceram à sombra da indústria extrativa mineral. Esse importante agente é a empresa Proquavi, especializada em cursos profissionalizantes voltados à educação para o trânsito e ao atendimento de diversos segmentos do setor de transportes.

Com sede em Castanhal, no nordeste paraense, a Proquavi está desde 1999 rodando o Pará, estado com o qual contribui na formação de mão de obra e, também, na geração de postos de trabalho diretos, visto que a empresa emprega diversos colaboradores em suas unidades. A empresa possui outro escritório em Parauapebas, um dos municípios brasileiros que mais prosperaram e demandaram cursos profissionalizantes em diversas áreas, desde o trânsito urbano até as grandes movimentações de cargas nos projetos minerais da região.
Assim, a Proquavi desenvolve-se junto com o Pará, acompanhando a dinâmica de transportes do estado. Dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) revelam que o Pará aumentou sua frota 570% (de 285 mil veículos para 1,91 milhão) nos últimos 17 anos, mesmo período em que a empresa passou a atuar em todo o Pará. Só a frota de veículos pesados que circula pelos projetos de mineração do estado saltou de 1.500 para 8.000 veículos no mesmo período, o que demonstra a necessidade constante de cursos profissionalizantes para preparar a mão de obra.


PROQUAVI E MINERAÇÃO

Um dos serviços mais demandados na área da mineração é a movimentação operacional de produtos perigosos. Tecnicamente conhecido por meio de um curso específico, cuja sigla é Mopp, a movimentação de produtos perigosos, assim como a movimentação de maquinários pesados, é uma constante nos projetos minerários espalhados por 44 municípios paraenses.
Um dos trabalhadores que já realizaram o curso é o motorista Damião Nunes, 39 anos, que atualmente trabalha em Parauapebas. Ele ressalta que o curso de Mopp é obrigatório para motoristas que transportam produtos que ofereçam perigo a si e a outrem. “Você não consegue emprego para operar caminhões fora de estrada, por exemplo, se não tiver o curso de Mopp”, explica o profissional, que atualmente é motorista de transporte escolar, cargo para o qual também foi exigida a certificação.
Como uma das maiores formadoras em Mopp no Pará, a Proquavi potencializa qualificação social, que, por conseguinte, favorece geração de emprego e renda a milhares de trabalhadores. Segundo o Ministério do Trabalho (MTb), apenas na região do complexo minerador de Carajás, cerca de 3.400 trabalhadores possuem curso de Mopp, o que a torna a região da Amazônia com maior concentração de profissionais operadores de produtos perigosos e de máquinas pesadas certificados, graças ao trabalho de formação desempenhado, em grande parte, pela Proquavi.

A empresa tem em seu portfólio de serviços cursos adequados às necessidades da região, material didático e ensino atualizados e em consonância com a legislação brasileira, além da vantagem de ser credenciada junto ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran) para realizar diversos treinamentos e de ter seus certificados reconhecidos em qualquer lugar do país. Por sua importância no cenário de formação para o labor mineral, a empresa Proquavi é um exemplo de prestação de serviços à mineração e à sociedade como um todo.

Fonte: Assopem

Publicidade

Veja
Também