Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Redutores de velocidade voltam a ser assunto na Câmara de Vereadores

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Na sessão solene de abertura dos trabalhos legislativos de 2019 na Câmara Municipal de Parauapebas (CMP), o vereador Horácio Martins (PSD), vice-presidente da Casa de Leis, não economizou críticas ao sistema de redutores de velocidade do município, mais conhecido como “pardais”, como foi publicado AQUI.

Nas redes sociais, o assunto viralizou e gerou polêmica, onde muitas pessoas apoiaram o vereador, porém, outras o criticaram, afirmando que os redutores têm sua significativa importância.


Durante a sessão ordinária desta manhã, no grande expediente, Horácio Martins voltou a falar sobre o assunto, porém, em um tom mais “calmo”, onde diminuiu as acusações e afirmou que encaminhará ao titular da Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi), Glauber Mota, um ofício de convocação para que ele e o representante da empresa responsável pelos redutores de velocidades possam participar de uma reunião com os parlamentares, onde na oportunidade, serão apresentados dados e documentos sobre o sistema.

Vereador Horácio Martins (PSD)

 

“Quando me debrucei para essa questão dos redutores, é porque há uma insatisfação por nossa população que reclama por pagar várias multas. Essa reunião será para que a comunidade seja esclarecida. Tem a versão de que tudo está funcionando perfeitamente, porém, vários populares alegam que estão sendo lesados. Peço que o secretário de Segurança Institucional venha aqui para que tenhamos conhecimento, porque, se nessa apresentação a gente perceber que os radares estejam de forma irregular, como falta de sinalização e outros aspectos, precisaremos tomar outras decisões, como suspender o serviço até que seja regularizado”, relatou Horário Martins.

Vereador Zacarias Assunção (sem partido)

 

Por sua vez, o vereador Zacarias Assunção (sem partido), afirmou que em 2006 Parauapebas tinha uma frota de 12 mil veículos, sendo que em 2016 esse número subiu para mais de 80 mil veículos. “Não podemos beneficiar o infrator, os redutores de velocidades são importantes, porém, precisamos ser justos”, relatou Zacarias, que comentou ainda sobre os benefícios dos radares que reduziram muito os números de acidentes, mortes e também os custos para a saúde pública.

Publicidade

Veja
Também