Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Remo bate o Parauapebas por 3×1 no Mangueirão

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Remo continua na luta pela classificação às semifinais do primeiro turno do campeonato paraense de 2016. Isto porque venceu o Parauapebas por 3 a 1, na noite desta quarta-feira (17), no Mangueirão, em Belém.

A vitória foi construída em um dos famosos ‘jogos de dois tempos’. Ciro marcou o primeiro minuto de bola rolando e Léo Paraíba ampliou para o Leão. Na segunda etapa, Magno diminuiu para o Pebas e Levy sacramentou a vitória remista.


Os três pontos a mais na tabela de classificação fizeram com que o Remo voltasse à zona de classificação do grupo A1, em segundo lugar. No entanto, empatado com o Águia, que só perde no saldo de gols. Já o PFC se despede da competição sem chances de vaga, uma vez que folga na próxima rodada e fica estacionado na vice lanterna, com três pontos marcados.

1º tempo: Remo aceso e Parauapebas assustado – A necessidade da vitória para seguir vivo na briga pela classificação às semifinais do primeiro turno do Parazão parecia ter injetado adrenalina no sangue dos azulinos. O Remo começou objetivo e conseguiu o primeiro gol ainda no primeiro minuto de jogo, quando Ciro recebeu na ponta direita, deixou o zagueiro Iury de rosto no chão e chutou no cantinho direito de Maycki Douglas. Belo gol!

O Leão manteve o ataque, pressionando o Parauapebas, que chegou a assustar em uma cobrança de escanteio de Fininho, aos seis minutos. O camisa 10, ex-Remo, tentou o gol olímpico e Fernando Henrique mostrou atenção para espalmar.

O segundo gol do Remo saiu aos 18 minutos, quando Eduardo Ramos recebeu a bola no meio de campo, em um contra golpe, e lançou Léo Paraíba. O camisa 7 saiu em velocidade por trás da zaga e bateu na saída do goleiro para ampliar.

Aos 23 minutos, o time de Léston Júnior chegou perto de golear, quando Joãozinho não conseguiu cortar um cruzamento de Marco Goiano na área. A bola ficou na frente de Eduardo Ramos, dentro da pequena área. O meia remista chutou ‘de bico’ e viu Maycki Douglas, no reflexo, salvar o PFC.

No minuto seguinte, o Parauapebas passaou a assustar. Diante de um Remo que já buscava administrar o resultado, o Pebas apostou na velocidade de Magno, que, aos 24, deixou Ítalo para trás e chutou de fora da área para uma boa defesa de Fernando Henrique.

Dois minutos depois, Magno voltou a driblar Ítalo, chegou à linha de fundo e cruzou para a chegada de Jefferson, que tentou o arremate dentro da área, mas acabou sendo travado por Michel.

2º tempo: Parauapebas encosta e Levy salva o Remo – Na volta para o intervalo, o técnico Sinomar Naves resolveu trocar Danúbio por Neto e o Parauapebas passou a comandar o embate, contando com um marasmo do time remista.

A pressão dos visitantes passou a empurrar os azulinos para o próprio campo de defesa até que, aos 13 minutos, Joãozinho recebeu na direita e encontrou Bruno Potiguar, que entrou na área e chutou cruzado. A bola tocou em Neto e sobrou para Magno, aproveitando o espaço deixado por Murilo, aparecer para colocar a redonda na rede.

O domínio no meio-campo do jogo passou a ser todo do Pebas, que investia em triangulações pelas pontas e lançamentos de Neto e Fininho. Em uma das jogadas de velocidade, houve falta em Magno próximo da área. Fininho foi para a cobrança e jogou direto para o gol. Fernando Henrique espalmou. Aos 32, Fininho teve outra chance em bola parada e tirou do alcance do goleiro remista, mas a bola tocou na rede pelo lado de fora e saiu pela linha de fundo.

Léston Júnior trocou o ataque e Welthon, que tinha acabado de entrar, teve a oportunidade de marcar em cruzamento de Murilo. O camisa 20 chegou antes do goleiro Maycki Douglas, mas acabou tocando pela linha de fundo.

O Remo passou a buscar os espaços deixados pelo então ofensivo Parauapebas e, aos 35, Ciro recuperou a redonda no meio, entrou na área, tirou da marcação e chutou cruzado. A bola passou por Welthon e Edicleber e saiu.

O esforço azulino, porém, foi recompensado no minuto seguinte. Em jogada de velocidade, Levy – improvisado na lateral esquerda – deixou para Yuri, que passou para Welthon. Airton cortou e a bola sobrou no pé de Levy, que colocou na frente e encobre o goleiro Maycki Douglas com categoria para sacramentar o placar do jogo. 3 a 1 para o Remo!

Mas quem pensa que o gol acalmou o jogo, engana-se! O Pebas se jogou para buscar o empate de qualquer maneira e, aos 46 minutos, Joãozinho recebeu na área após corta da defesa do Leão em cobrança de escanteio e levantou na cabeça de Iury. O zagueiro do PFC testou de dentro da pequena área e viu o goleiro Fernando Henrique esbanjar do reflexo para intervir.

Já aos 49 minutos, no último lance do jogo. Fininho cobrou escanteio na área. Marlon subiu mais que todos e cabeceou com estilo. A bola bateu na trave e no travessão do Remo e foi despachada pela zaga azulina.

Ficha técnica (Remo 3 x 1 Parauapebas)

Remo – Fernando Henrique; Murilo, Ítalo, Max e Levy; Michel (Edicleber), Alisson, Marco Goiano (Yuri) e Eduardo Ramos; Léo Paraíba (Welthon) e Ciro. Técnico: Léston Júnior

Parauapebas – Maycki Douglas; João Rodrigo, Airton, Iury e Carlos Alexandre; Anderson Pedra, Bruno Potiguar (Léo), Fininho e Danúbio (Neto); Jefferson (Marlon) e Magno. Técnico: Sinomar Naves

Gols:

Remo – Ciro (1’/1ºT), Léo Paraíba (18’/1ºT) e Levy (36’/2ºT)

Parauapebas – Magno (13’/2ºT)

Cartões amarelos:

Remo – Max e Michel

Parauapebas – Marlon

Local: Mangueirão (Belém/PA)

Hora: 20h30

Árbitro: Joelson Nazareno Ferreira Cardoso

Auxiliares: Hélcio Araújo Neves e Diorgenes Menezes Serrão

Público: 7.413 (6.063 pag. e 1.350 pag.)

Renda: R$ 84.127,00

Reportagem: ORM News / Fotos: Bariloche Silva / Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também