Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Sessão na Assembleia Legislativa marca 49 anos de mineração no Pará

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A “Semana da Mineração” e o “Dia Estadual da Mineração”, comemorado na última segunda-feira (14/03), foram celebrados em Sessão Especial na Assembleia Legislativa do Estado (Alepa).O evento tem por proposta reconhecer a importância da Indústria de Mineração paraense e de todos que se dedicam ao desenvolvimento do setor no Pará e no Brasil.

A Sessão Especial foi presidida pelo deputado Márcio Miranda (DEM) e solicitada pelo deputado Raimundo Santos (PEN), autor do projeto que institui a data e as comemorações no Pará. “Essas ações mostram a aproximação do Poder Legislativo ao setor produtivo e mineral. Estamos sempre acompanhando as discussões que envolvem as atividades minerárias para propor debates e leis que contribuam com o desenvolvimento de toda a cadeia produtiva”, explicou o deputado. O parlamentar completou ainda informando a necessidade da verticalização da produção na região para promover o crescimento na economia.


Com a criação da Frente Parlamentar de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável da Mineração no Estado do Pará, instituída em 2012, a Assembleia Legislativa, vem desenvolvendo diversas atividades com a finalidade de apoiar, valorizar, fomentar e propor leis que assegurem resultados positivos em três vertentes principais: a justiça social, a viabilidade econômica e o equilíbrio ambiental.

“Atuamos de forma consciente procurando estar atentos às questões atuais, no que diz respeito aos empreendimentos minerais no Estado. É também uma preocupação do Parlamento verificar as condições de rejeitos sólidos produzidos pelas empresas para anteciparmos providências e evitarmos tragédias, como as que ocorreram em Minas Gerais. Com esse intuito, visitamos recentemente as instalações das empresas Albrás e Hydro Alunorte, em Barcarena para verificarmos como os resíduos são tratados”, destacou Márcio Miranda, em seu discurso, durante a abertura da sessão.

O presidente do Simineral, José Fernando Júnior, elogiou a homenagem proposta pela Casa e disse que o Legislativo tem aproximado o Poder do setor produtivo com eficiência. “Fazer mineração na Amazônia é um desafio e manter a parceria com os deputados é de fundamental importância para garantir êxitos na aplicação de políticas públicas voltadas ao segmento”, definiu.

A sessão contou ainda com a presença do Presidente do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), Alberto Rogério de Souza; do Diretor Superintendente do Sebrae-Pa, Fabrízio Guaglianone; do Vice-Presidente da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), José Maria Mendonça; do Vice-Presidente do Serviço Social do Comércio (Sesc), Joaquim Tadeu Pereira; Representando o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), esteve presente Amauri Campos; além de empresários, entre outros.

SETOR – De acordo com informações do Simineral, o Pará é o segundo maior Estado em atividades minerárias do país. O setor, no Pará, é responsável pela geração de 280 mil empregos diretos. Até 2021 a atividade deverá gerar 93 mil vagas de postos de trabalho em todo o território paraense.

MARCO – A data de 14 de março foi definida pela representação histórica na evolução da mineração paraense. Foi exatamente no dia 14 de março de 1967 que o geólogo Breno Augusto dos Santos encontrou minérios na região de Carajás, ao realizar a prospecção mineral. A partir dessa pesquisa, iniciaram-se os trabalhos de maior relevância no setor.

Reportagem: Mara Barcellos

Publicidade

Veja
Também