Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Setran atua em nove frentes de trabalho na PA-150, no sudeste do Pará

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O secretário de Estado de Transportes (Setran), Pádua Andrade, vistoriou nesta quinta-feira (13), as obras de reconstrução, conservação e manutenção da PA-150, no sudeste do Pará. Terceira maior rodovia da malha estadual em extensão, a PA-150 tem mais de 320 quilômetros, indo da intersecção da PA-483 (Alça Viária), na Região Metropolitana de Belém até Morada Nova, em Marabá.

Mesmo no período chuvoso os trabalhos não param na rodovia, que tem obras em toda sua extensão. Sessenta e cinco quilômetros estão sendo reconstruídos e o restante da rodovia recebe obras de manutenção e conservação. Ao todo, são nove frentes de trabalho ao longo da rodovia, gerando mais de 300 empregos diretos.


Os trabalhos de conservação iniciam no município Moju e se estendem até Goianésia do Pará, onde se iniciam os trabalhos de reconstrução da rodovia PA-150 até o distrito de Morada Nova, em Marabá.”Ao todo, na PA-150 estamos com 9 frentes de serviço, sendo três de manutenção e conservação e cinco em restauração e outra de manutenção, de forma que nós possamos garantir o tráfego, acessibilidade, segurança e tranquilidade da principal via de acesso a Belém, a Alça Viária, Barcarena e ao porto de Vila do Conde”, disse Pádua Andrade.

Ao todo já foram reconstruídos cerca de 20 quilômetros da PA-150. Estão sendo feitos serviços de substituição da base, sub- base, drenagem, fresagem, pavimentação, limpeza do acostamento e a via receberá ainda sinalização horizontal e vertical.

A dona de casa Nice Alves, moradora há mais de 25 anos do quilômetro 14 da PA-150, disse que, pela primeira vez, se vê uma grande intervenção na rodovia. “Já cansei de ver acidentes, até um com um carro forte que saiu da pista para desviar dos buracos e muitos outros veículos, que eram assaltados quando, praticamente, precisavam paravam para passar devagar nas crateras. Essa obra melhorou 100% aqui para nós “, detalhou.

Estiveram ainda na vistoria as obras da PA-150 o diretor Administrativo Financeiro da Setran, Edvan Oliveira, o diretor do 5º Núcleo Regional da Secretaria, José Leite e a coordenadora de Obras, Leila Martins. Foram observadas questões técnicas de conservação, manutenção e reconstrução da rodovia, que foi construída há mais de 30 anos, ainda no governo Jader Barbalho.

O caminhoneiro José do Carmo Francisco disse que o trabalho agora vai garantir mais segurança no tráfego da via. “Eu trabalho há muitos anos carregando minério, e sempre tenho muito cuidado nos trechos que tem camaleões (deformações no asfalto) e buracos, mas a via precisava muito dessa obra”, concluiu.

A obra de reconstrução da PA-150 deve encerrar no final do mês de abril deste. Já as obras de manutenção e conservação ocorrem na rotina dos serviços da Setran.

Publicidade

Veja
Também