Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Tribunal de Contas do Pará quer garantir processo de transição de gestão nos municípios

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará (TCM-PA) aprovaram, durante sessão plenária da última quinta-feira (06), a Instrução Normativa 01/2016, que dispõe sobre procedimentos para garantir a transição de governos nos municípios paraenses. De acordo com o documento, serão realizados orientações e regramentos técnicos junto aos poderes executivo e legislativo municipais de todo o estado para que a transmissão dos cargos ocorra de forma correta sem perda de informações e bens públicos. Segundo o presidente do TCM-PA, conselheiro Cezar Colares, “o Tribunal fará o acompanhamento junto os municípios para que haja uma transição republicana, independente de questões políticas. Acima de tudo, o processo de transição é uma responsabilidade de todos”.

A Instrução Normativa prevê ainda que o Tribunal de Contas dos Municípios do Pará e o Ministério Público do Pará (MPE) fiscalizem e façam uma intervenção direta no município onde houver qualquer problema no processo de transição. “A sociedade é um aliado importante para que melhoremos o controle social, principalmente nesse momento de transição, podendo denunciar casos abusivos”, completou Cezar Colares.


Entre as irregularidades em transições governamentais elencadas pelo Tribunal, está a falta do repasse de informações da gestão em exercício para os prefeitos e presidentes de Câmaras Municipais eleitos. Destacam-se os casos quando os ordenadores de despesa atuais não fazem o balanço da gestão e o desvio do patrimônio público, como o sumiço de computadores, documentos e outros itens.

Uma das principais frentes a ser garantida com a Instrução é a formação da comissão administrativa de transição de mandato. A comissão deverá ter ampla divulgação com publicação na imprensa oficial do município, nas localidades onde houver tal veículo, nos Portais da Transparência dos municípios e por envio de ofício ao TCM-PA, MPE e à Câmara Municipal. O documento normatiza ainda que as comissões deverão ser compostas pelos servidores municipais responsáveis pelo Controle Interno, pela Contabilidade, pela Procuradoria ou Assessoria Jurídica e o responsável pela área financeira. Outros agentes públicos ou políticos, como secretários ou presidentes de fundos municipais, poderão ser indicados pelo atual prefeito para integrarem a comissão.

Além da Instrução Normativa, o TCM-PA realizará nos dias 03 e 04 de novembro próximos o “Encontro de Prefeitos e Vereadores”, cujo tema será “Transparência e desafios para quem entra e para quem sai”. O evento reunirá cerca de 1500 pessoas, entre os atuais prefeitos e presidentes de Câmaras, assim como os eleitos no dia 2 de outubro, para capacitá-los na adequação da gestão dos recursos públicos municipais nos anos de 2017 a 2020. Serão abordados assuntos de extrema relevância, dentre os quais a definição dos procedimentos obrigatórios e necessários para a transição governamental no âmbito municipal.

Publicidade

Veja
Também