Um dia antes de mais uma entrega, moradores do Residencial Vila Nova reclamam da rede de esgoto

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Nesta quinta-feira (1), a Prefeitura Municipal de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab), em parceria com o Governo Federal, vai entregar 195 unidades habitacionais no Residencial Vila Nova, localizado no Bairro dos Minérios, mas no local, as famílias que já estão morando há quase três meses, denunciam o entupimento da rede de esgoto do residencial.

Para o Elias Vieira, desempregado, além do pouco tempo morando no residencial, os moradores enfrentam dificuldade, pois o SAAEP (Sistema Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas) mesmo ciente da situação, não revolve o problema. “Já procurei duas vezes o SAAEP, vieram aqui, riram um para o outro, ficaram rindo do problema, mas não resolveram”, disse.


O morador ainda guarda os protocolos de atendimento de quando procurou o órgão. Em alguns trechos do residencial, a água proveniente da rede de esgoto se espalha pelas ruas, os moradores se queixam do mau cheiro, e da falta de manutenção.

O Residencial Vila Nova foi construído pela Caixa Econômica Federal em parceria com a Prefeitura Municipal de Parauapebas, o projeto abrange 650 casas, destas, 230 unidades foram entregues em 10 de setembro deste ano.

Desde então, a Francinete Gonçalves, de 39 anos, e a família se mudaram para o Vila Nova. Para ela também é curto o tempo para os problemas que já aparecem. “Tá difícil para nós, não só para nós, mas para todos os vizinhos”.

O projeto habitacional é direcionado a famílias que têm renda mensal de até R$ 1.600,00, diante das queixas dos moradores, nossa equipe de reportagem entrou em contato com a prefeitura municipal por e-mail, para ouvir a Secretaria Municipal de Habitação ou o SAAEP, mas até o fechamento desta reportagem, nenhuma resposta foi enviada.

Reportagem: Jéssica Diniz / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

veja também