Single Posts
Confirmados
26.267
Single Posts
Recuperados
15.327
Single Posts
Óbitos
177

 Publicidade

Unidades de Saúde de Parauapebas adotam prontuário eletrônico

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Unidades de Saúde de Parauapebas adotam prontuário eletrônico

A informatização dos sistemas de saúde é uma das prioridades da Prefeitura de Parauapebas, que na segunda-feira, 26, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) iniciou a implantação do prontuário eletrônico nas Unidades de Saúde do município. A UBS do bairro Casas Populares foi a primeira a ser contemplada com o serviço, que ainda nesta semana chegará à Unidade Fortaleza.

A medida irá integrar o controle das ações, promover a correta aplicação dos recursos públicos, obter dados para o planejamento do setor e, principalmente, propiciar a ampliação do acesso e da qualidade da assistência prestada à população, tornando o atendimento mais eficiente. O prontuário ajudará também a reduzir custos, evitando, por exemplo, a duplicidade de exames ou retiradas de medicamentos.


“O prontuário vai nos permitir eficiência, transparência, economia, como na consulta a exames e na oferta de medicamentos, e permitirá que o cidadão seja o fiscal do Sistema Único de Saúde. Até 10 de dezembro, já deveremos ter mais de 70% dos usuários com seu atendimento verificado no sistema de controle do Ministério da Saúde, para que seja atingido o objetivo da informatização dos mecanismos de controle de cada real do SUS”, informa o secretário de Saúde, Francisco Cordeiro.

Com o objetivo de apoiar os municípios no processo de informatização, o Ministério da Saúde oferece a versão 2.1 do Prontuário Eletrônico do e-SUS AB. A plataforma permite ao profissional de saúde gravar e acessar informações, como detalhamento da consulta e diagnóstico, disponibilidade de medicamentos nas farmácias dos municípios, procedimentos realizados, resultado de exames e evolução do paciente.

A nova versão possibilita ainda que o registro ao Cartão Nacional de Saúde (CNS) – a identificação do cidadão no SUS – seja feito digitalmente em qualquer unidade que já utilize a atualização do programa. “Estamos iniciando uma nova fase na saúde, com transparência e qualidade para o usuário das UBS. Isso representa agilidade e organização tanto para o usuário dos serviços públicos de saúde quanto para os profissionais de saúde. Sabemos que com saúde todo ganho de tempo é importante. A medida também vai ajudar ainda mais no fluxo de transmissão das informações entre município e Ministério da Saúde. Assim, manteremos a atenção básica em pleno funcionamento e com isso vamos desafogar o HMP”, diz o secretário.

Reportagem: Cléo Lopes

Publicidade

Veja
Também