Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Valores dos royalties de março serão revisados e republicados

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Ontem (6), logo após a Associação Paraense de Engenheiros de Minas (Assopem) ter divulgado, em primeira mão, listões com as cotas-partes da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (Cfem) a que as prefeituras terão direito e vão receber nas próximas horas, a Agência Nacional de Mineração (ANM) tirou de seu portal todos os valores referentes a março. Muitos seguidores e profissionais da imprensa entraram em contato questionando a Associação sobre a origem dos números, já que não os encontraram na página da ANM.

A Assopem percebeu o fato ainda na noite de ontem, estranhou e na manhã de hoje (7) entrou em contato com a Diretoria de Procedimentos Arrecadatórios (Dipar), em Brasília, responsável pelo gerenciamento da Cfem.


O economista Airlis Luís Ferracioli, coordenador de fiscalização de receitas, confirmou que o lançamento feito ontem foi retirado do ar porque houve duplicidade em pagamentos registrados entre os dias 14 e 19, o que levará algumas prefeituras — não especificou quais — a receberem menos que o informado na terça.

Questionado pela Assopem se os repasses às prefeituras de Parauapebas, Marabá e Canaã dos Carajás vão sofrer alteração, o coordenador garantiu que não porque a mineradora multinacional Vale, maior pagadora, geralmente faz o crédito da Cfem nos últimos dias de cada mês e não dá trabalho. Ferracioli informou que ainda hoje (7) vai atualizar e divulgar os valores ajustados no portal da ANM.

Fonte: Assopem

Publicidade

Veja
Também