Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Vereador Pavão tem ‘sonho’ adiado e faz desabafo na tribuna da Câmara

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

“Não vou sair derrotado desta eleição. Sairei magoado. Porque preguei nestes dois anos amizade e lealdade, coisas que nesta casa de leis poucos têm”, desabafou o vereador José Francisco Amaral Pavão (MDB), minutos antes de ser iniciada a eleição para a composição da nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de Parauapebas.

O vereador demonstrava estar revoltado com outros parlamentares que havia lhe prometido apoio em sua candidatura para presidente da Câmara, alguns deles tendo decidido lançar candidatura própria.


José Pavão já viveu outras decepções semelhantes, quando concorreu ao mesmo cargo: como candidato do prefeito Valmir da Integral, na primeira sessão ocorrida em janeiro de 2013; como representante do grupo de oposição (G5), no final de 2014; e agora, como “candidato do prefeito Darci”. Mas, pelo visto, ele é persistente e já anuncia sua quarta candidatura, e, como se já estivesse certo de sua reeleição para vereador, pede voto para comandar a mesa em 2021.

“A perseverança é uma arma que Deus deu para a gente. Agora, o que me deixou entristecido nesta Casa foi a falta de honestidade dos demais vereadores. Nesta Casa de Lei é difícil se encontrar amizade”, lamentou o vereador, enumerando que um homem precisa de três coisas para ser respeitado: riquezas, títulos e palavra.

Em seu desabafo, Pavão disse que durante os últimos dias diversos vereadores nem sequer responderam suas mensagens nem atenderam suas ligações, para não se comprometerem ou não cumprirem a palavra dada em apoio à sua candidatura.

Publicidade

Veja
Também