Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Vereadores participam de reunião com a Vale e debatem sobre duplicação da Faruk Salmen

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O encontro que ocorreu na última quinta-feira (23), na sala da presidência da Câmara Municipal de Parauapebas (CMP) foi agendada depois do Vereador Israel Pereira Barros, o ”Miquinha”, emitir um pedido para que a diretoria da Vale realizasse um debate sobre o andamento das obras da Faruk Salmen.

Durante a reunião que durou cerca de quatro horas os vereadores Miquinha (PT), Ivanaldo Braz (SDD), Zacarias Assunção (PP), Devanir Martins (SDD), Josineto Feitosa (SDD), Odilon Rocha (SDD) e Charles Borges (SDD) discutiram juntamente com os três representantes da mineradora, Plínio Tocchetto, Renzo Albiere e Luiz Veloso, a continuidade da obra e algumas modificações que seriam necessárias no projeto de duplicação da via.


Para o vereador Miquinha, “a necessidade de uma ciclovia e passarelas em torno da ocupação Nova Vitória no sentido Palmares Sul é uma modificação que pode salvar vidas e evitar acidentes graves e fatais. Sabemos que a segurança no trânsito deve estar em primeiro lugar, numa grande obra como é a duplicação da Faruk Salmen, e que a construção de uma ciclovia, passarelas, iluminação pública de qualidade além de sinalização de trânsito adequada pode evitar diversos acidentes graves e até mesmo fatal. Como a obra ainda não foi concluída o ideal é que essas alterações sejam feitas logo no projeto para evitar problemas futuros”, alertou o parlamentar.

Quando se fala em duplicação da Faruk Salmen é importante enfatizar que esse projeto é algo antigo e um anseio mais antigo ainda, principalmente das pessoas que moram ou trafegam constantemente na avenida que dar acesso a zona rural.

A obra é parceria da Prefeitura Municipal e Vale que se arrasta há anos, mais precisamente por cerca de 5 anos. Durante a reunião a Mineradora afirmou que a previsão de entrega da obra concluída é pro final deste ano de 2015, porém, A Secretaria de Obras diz que a principal dificuldade seria na desapropriação de casas no em torno da via.

Publicidade

Veja
Também