Banner Educar


Prefeitura de Curionópolis adere ao PNAIC

Prefeitura de Curionópolis adere ao PNAIC

A Prefeitura Municipal de Curionópolis através da Secretaria Municipal de Educação, realizou na última sexta-feira, 15, o I Encontro de Formação do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC 2017/2018, entre os professores de Educação Infantil, 1º Ano, 2º Ano e 3º ano das séries iniciais.

O evento, realizado na Escola Estadual de Ensino Médio Tancredo Neves, contou com a presença do prefeito Adonei Aguiar; da secretária municipal de educação, Leda Viveiros; da assessora pedagógica, professora maria do Amparo; da coordenadora geral do PNAIC, professora Delceny Ribeiro; da representante dos gestores das escolas municipais de Curionópolis, professora Elaine Martins de Lima; e das formadoras locais: Geane Silva, Deucineusa Queluz e maria Antônia.

Na abertura encontro houve momento cultural apresentado pelas crianças das séries inclusas no PNAIC que recitaram poesias, fizeram leitura literária e cantaram música de roda. Todo o material contigo nas apresentações foram encartados e entregues pelos alunos ao prefeito Adonei Aguiar.

A secretária de educação, Leda Viveiros, agradeceu ao prefeito Adonei Aguiar pela adesão ao Pacto, dando por importante para se ter melhores condições para a melhoria na educação infantil no município. “A alfabetização é a base de tudo. É aqui que garantimos que os alunos cheguem bem no ensino médio e garantam o ingresso em uma universidade”, detalhou Leda, estimulando aos alfabetizadores a compartilhar suas experiências adquiridas em tanto nas formações quanto na sala de aula, o que ela diz ser importante para a compreensão e amadurecimento dos colegas de trabalho.
Ainda de acordo com Leda Viveiros, a intenção é promover a cooperação federativa e apoiar a constituição de equipes de coordenadores vinculados às redes de ensino para que estas assegurem o acompanhamento das ações do programa e avaliem a aprendizagem dos estudantes, responsabilizando-se também pela definição de metas a serem alcançadas e pelos resultados da alfabetização em seus estados e municípios. “A principal inovação no programa em 2017 refere-se a um direcionamento maior na intencionalidade pedagógica das formações e da atuação dos formadores, articulada a um modelo de fortalecimento da capacidade institucional local”, conta Leda, reforçando a importância de ter, na estrutura de formação e gestão, atores locais altamente comprometidos com os processos formativos e de monitoramento, avaliação e intervenção pedagógica.

Já sobre a formação continuada, Leda diz fazer parte da política nacional e é entendida como componente essencial da profissionalização docente, devendo integrar-se ao cotidiano da escola, e pautar-se no respeito e na valorização dos diferentes saberes e na experiência docente. Logo, a formação se constitui no conjunto das atividades de formação desenvolvidas ao longo de toda a carreira docente, com vistas à melhoria da qualidade do ensino e ao aperfeiçoamento da prática docente, constituindo o quarto eixo do PNAIC.

Adonei Aguiar se pôs à disposição para cooperar e investir na educação na medida do possível e anunciou a construção de uma creche de tempo integral. “Já temos exemplos que tem dado certo em outros municípios e tudo o que é bom devemos copiar e melhorar”, afirmou Adonei, citando como exemplo a creche implantada em Palmas, capital do estado do Tocantins em parceria com a Marinha Brasileira.

Após a solenidade de abertura os alfabetizadores participaram da formação continuada que deverá ocorrer mensalmente no intuito de que se desenvolva práticas modernas para que o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa cumpra sua respectiva meta que é alfabetizar a criança até o terceiro ano em que frequenta a escola.
Para a Formação Continuada de Professores Alfabetizadores foram definidos conteúdos que contribuem para o debate acerca dos direitos de aprendizagem das crianças do ciclo de alfabetização; para os processos de avaliação e acompanhamento da aprendizagem das crianças; para o planejamento e avaliação das situações didáticas; e para o conhecimento e o uso dos materiais distribuídos pelo Ministério da Educação voltados para a melhoria da qualidade do ensino no ciclo de alfabetização.

Fechar Menu
error: Reprodução proibida!