Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

FAP 2015 e modão sertanejo são os destaques deste domingo do Conexão Rural

Em entrevista ao jornalista Lima Rodrigues, o presidente do Siproduz fala sobre a programação da Feira de Agronegócios de Parauapebas 2015, que será realizada de 29 de agosto a 6 de setembro.

Catalão destacará as novidades da FAP, sobre a Feira da Catira e a respeito da grande cavalgada, além dos shows programados para o evento. Entre os artistas estão: Leonardo e Guilherme e Santiago e os shows católicos e evangélicos.

O Conexão Rural traz ainda uma entrevista com o cantor Zezé da Viola e sua música sertaneja de raiz e muito modão de viola. O programa tem produção e apresentação de Lima Rodrigues. Imagens e edição: João Pezão Filho.

Semsa realiza campanha de combate às hepatites virais no Partage Shopping Parauapebas

Em alusão ao Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais, comemorado na terça-feira (28), a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) realiza, por meio do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), uma programação especial voltada ao público do Partage Shopping Parauapebas, parceiro da campanha de combate às hepatites virais.

Durante todo o expediente de terça, a equipe do CTA realizará atividade educativa, de orientação e prevenção, e também testes rápidos para identificação da doença. Em 30 minutos será possível descobrir o resultado. A programação conta também com a entrega de 100 kits de manicure para as pessoas que realizarem o teste.

A hepatite é a inflamação do fígado, uma doença que nem sempre apresenta sintomas. Muitas pessoas só percebem que estão doentes (principalmente dos tipos B e C) quando as manifestações já são graves, como cirrose ou câncer de fígado. Esses pacientes levam anos para descobrir que estão infectados. Realizar o diagnóstico precoce das hepatites é um dos principais determinantes para evitar a transmissão ou a progressão dessas doenças e suas graves consequências.

Os vírus das hepatites B e C podem ser transmitidos, por exemplo, pelo compartilhamento de agulhas e seringas, lâminas de depilação de outras pessoas, instrumentos de manicure e pedicure. As hepatites têm um tratamento duro, mas tolerável, e que gera grande chance de cura. Em Parauapebas pode ser realizado no CTA-SAE, localizado à Rua P, número 38, Bairro União, de segunda a quinta, das 8 às 12 horas e das 14 às 17 horas.

28 de julho
A partir de iniciativa e propostas brasileiras, a Organização Mundial de Saúde (OMS), durante Assembleia Mundial da Saúde realizada em maio de 2010, instituiu a data de 28 de julho como o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais. Desde então, o Ministério da Saúde, por meio do seu Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais da Secretaria de Vigilância em Saúde, vem cumprindo uma série de metas e ações integradas de prevenção e controle nos níveis de gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) para o enfrentamento das hepatites virais no Brasil.

Iluminação pública, um direito dos cidadãos

Além disso tudo, um sistema de iluminação pública eficiente favorece o comércio, o turismo e pode alavancar o desenvolvimento econômico e social das cidades.

A contribuição para os custos desse serviço está prevista no artigo 149-A da Constituição Federal de 1988. Fica estabelecido, entre as competências dos municípios, dispor, conforme lei específica aprovada pela Câmara Municipal, a forma de cobrança e a base de cálculo da Contribuição de Iluminação Pública (CIP).

Assim, é atribuída ao Poder Público Municipal, ou seja, as Prefeituras, toda e qualquer responsabilidade pelos serviços de projeto, implantação, expansão, operação e manutenção das instalações de iluminação pública. Cabe às prefeituras a realização de substituição das lâmpadas de iluminação pública, por exemplo. Às concessionárias de energia elétrica cabe apenas a ampliação da rede de distribuição de energia elétrica para atendimento a novos clientes.

Na conta de energia elétrica, os clientes recebem de forma discriminada a Contribuição de Iluminação Pública (CIP). O valor é cobrado e arrecadado pelas concessionárias de energia em todo o país. A quantia arrecadada dos consumidores é repassada integralmente para as prefeituras municipais.

De acordo com o Executivo de Regulação da Celpa, Lázaro Soares, as alíquotas da contribuição de iluminação pública são aprovadas por cada município por meio de leis sancionadas pelas câmaras municipais e podem possuir valores diferentes de acordo com a diretriz de cada município. “Em Belém, por exemplo, a prefeitura isenta de cobrança as famílias que consomem até 79kwh de energia por mês. A partir de 80kwh, os clientes da capital começam a contribuir com a chamada CIP. É importante reforçar que nos casos de iluminação pública, a Celpa atua apenas como um mero agente arrecadador”, explica.

Há diferenças de alíquotas também entre consumidores residenciais, comerciais e industriais. Desta forma, quem mais consome energia, poderá ter uma alíquota mais alta e o valor da CIP ser, por consequência, mais elevado na conta de luz.

Confira os contatos de alguns municípios para informações sobre iluminação pública:

Belém – Seurb 0800 400 0300

Ananindeua – Departamento de Iluminação Pública: 0800 200 71 75

Castanhal – Disk Luz: (91) 37211723

Marabá – Secretaria de Obras: (94) 33222931/ 33222827

Santarém – Setor de Iluminação Pública: 0800 400 0300

Altamira – Departamento de Iluminação Pública: (93) 35151297

 

Prefeitura nomeia mais 30 classificados em concurso público para Técnico em Enfermagem

Conforme Publicação na Imprensa Oficial do Estado do Pará – IOEPA, Edição Nº 32934, sob protocolo Nº 855648, no dia 23 de julho de 2015.

Em virtude disso, solicitamos o comparecimento de todos os candidatos nomeados à Prefeitura Municipal de Parauapebas/Coordenadoria de Treinamentos e Recursos Humanos, localizada no Morro dos Ventos, Bairro Beira Rio II, no dia 11 de agosto de 2015 (terça-feira), em suas respectivas datas e horários agendados conforme cronograma de habilitação em anexo, munidos de todos os documentos e exames listados abaixo.

OBS.: A não apresentação de qualquer documento ou exame solicitado impossibilitará o ato que dá provimento à posse.

DOCUMENTOS:

ü Cópia da carteira de identidade;

ü Cópia do CPF;

ü Cópia do Título Eleitoral;

ü Duas cópias do cartão de inscrição do PIS/PASEP

ü Cópia da Carteira de Trabalho

ü Cópia da Certidão de Nascimento ou Casamento;

ü Certidão de Quitação com a Justiça Eleitoral conforme registro no TRE (tribunal regional eleitoral) do seu estado;

ü Cópia do Comprovante de Endereço atualizado, válidos: conta de energia ou água (caso não esteja no nome do candidato deverá ser feita uma declaração autenticada em cartório pelo proprietário do imóvel e deverá ser entregue anexado ao comprovante de endereço);

ü Cópia do Certificado de Dispensa ou Reservista (sexo masculino);

ü Cópia do Certificado (Diploma) e do Histórico Escolar – ESCOLARIDADE EXIGIDA PARA INVESTIDURA DO CARGO – (cópias autenticadas);

ü Cópia da Carteira de Identificação do Conselho Regional inerente ao cargo – AUTENTICADA (Apresentar via original) e a Comprovação de Regularidade junto ao conselho – Certidão de Regularidade (Apresentar via original).

ü 02 (duas) fotos 3X4 (atuais)

ü Duas cópias do Cartão do BANCO DO BRASIL (caso tenha)

ü Cópia da Certidão de nascimento ou RG dos Dependentes (para fins de imposto de renda).

ATENÇÃO, CASO O SERVIDOR NÃO POSSUA CONTA NO BANCO DO BRASIL, SERÁ NECESSÁRIO TRAZER OS SEGUINTES DOCUMENTOS A MAIS:

ü COMPROVANTE DE ENDEREÇO LOCAL (DE PARAUAPEBAS/PA) ATUALIZADO, PARA ABERTURA DE CONTA (CASO NÃO ESTEJA NO NOME DO CANDIDATO DEVERÁ SER FEITA UMA DECLARAÇÃO AUTENTICADA EM CARTÓRIO PELO PROPRIETÁRIO DO IMÓVEL E DEVERÁ SER ENTREGUE ANEXADO AO COMPROVANTE DE ENDEREÇO).

ü CÓPIA DO RG

ü CÓPIA DO CPF

 

  CERTIDÕES:

As certidões destinam-se a comprovar a inexistência de antecedentes criminais ou cíveis incompatíveis com o cargo, que abranjam localidades onde o (a) candidato (a) houver residido ou exercido cargo ou função pública ou atividade particular nos últimos 5 (cinco) anos, expedidas no máximo há 90 (noventa) dias:

  1. a) Certidão Negativa: Polícia Federal – Disponível no site: http://www.dpf.gov.br/servicos/antecedentes-criminais
  1. b) Certidão Negativa: Polícia Civil – disponível no site: http://antecedentes.pa.gov.br/
  1. c) Certidão negativa da Justiça Estadual (criminal) – Disponível no fórum local ou no site: http://www.tjpa.jus.br/PortalExterno/
  1. d) Certidão negativa da Justiça Estadual (Civil) – Disponível apenas no fórum local.
  1. e) Certidão de distribuição da Justiça Federal – REGIONAL (Civil e criminal)  – disponível no site: http://www.trf1.jus.br/Servicos/Certidao/
  • Caso o candidato possua outra ocupação ou vínculo e tenha o interesse em acumular cargo, deverá apresentar documentação de vínculo com a especificação da jornada de trabalho, horário e local onde exerce as suas atividades.

EXAMES: ATENÇÃO, OS EXAMES TÊM VALIDADE DE NO MÁXIMO 90 DIAS PARA EMISSÃO DO ASO.

ü Rx Tórax (OIT) COM LAUDO

ü Rx Coluna Dorso Lombar COM LAUDO

ü Raio-X Coluna Cervical COM LAUDO

ü ECG – Para candidatos com até 39 anos COM LAUDO E TRAÇADO

ü Teste Ergométrico; Para candidatos a partir de 40 anos;

ü Acuidade Visual;

ü Hemograma com Plaquetas;

ü Glicemia em jejum;

ü Grupo Sanguíneo + fator RH;

ü Triglicerídeos;

ü Colesterol Total, HDL, LDL, VLDL.

ü Audiometria Tonal e Vocal;

ü Gama GT, TGO, TGP;

ü Parasitológico de fezes;

ü VDRL

ü HepatiteHbsAg

ü Teste Psicotécnico – Será realizado no prédio e com Psicólogo da Prefeitura, após conclusão documental.

VEJA AQUI O CRONOGRAMA:

CRONOGRAMA DE HABILITAÇÃO

Edital para Agente de Turismo é Lançado em Paragominas

O Edital  busca encontrar pessoas, a partir de 18 anos, interessadas em atuar no voluntariado no período de 7 a 16 de agosto, quando acontecerá a 49ª Feira de Agropecuária de Paragominas, a Agropec. As inscrições poderão ser feitas até o dia 31 deste mês de julho estão abertas apenas para residentes da cidade com ensino médio completo.

A Agropec é um sucesso desde que foi criada e, a cada ano, como fica maior, necessita ainda mais do suporte da Prefeitura Municipal para ajudar com a estrutura do evento. Pensando nisso, este ano, 16 voluntários ficarão em pontos estratégicos para receber todos os visitantes que necessitem de orientações sobre opções de lazer na cidade e locais para visitar, além de dar dicas sobre os próprios locais onde estarão instruídos a fazer a abordagem e explicar questões sobre a Agropec, devidamente uniformizados. O Parque Ambiental de Paragominas, o Lago Verde, a Praça Célio Miranda e o Terminal Rodoviário foram os lugares escolhidos para receber a ação dos agentes de turismo.

O conhecimento da cidade é indispensável para o trabalho a ser realizado como o esperado. Busca-se pessoas que sejam apaixonadas pela cidade e que saibam bem como traduzir todas as vantagens do município para que os viajantes sejam encorajados a conhecer e consumir os serviços que Paragominas oferece e, futuramente, retornem. “Nós estamos atrás de pessoas comunicativas. É importante que o candidato se sinta ‘dono’ de Paragominas já que vamos precisar passar o sentimento de que ninguém conhece a cidade como eles próprios”, diz Aparecida Luciano, secretária de cultura. “No treinamento vamos ter palestras e orientações para que os agentes se foquem na questão da sustentabilidade e de toda a luta e história do nosso querido Município Verde, para que os visitantes se interessem por todas as informações que temos para dar e queiram retornar o mais rápido possível”, conclui.

Sobre a Feira de Agropecuária – A Agropec é um evento de nível estadual, com repercussão nacional, e já é sucesso consolidado em sua 49ª edição, que este ano acontece no período de 8 a 16 de agosto de 2015, no Parque de Exposições Amílcar Tocantins. Durante o evento, cerca de 215 empresas, entidades, artesãos e escolas, expõem e comercializam seus produtos e serviços, gerando grande volume de negócio que chegou a marca de R$ 36 milhões, só em 2014.

O Pará poderá ter 19 novos municípios. Municipalização do desenvolvimento ou da miséria?

O debate sobre a prerrogativa de criação de novos municípios no Brasil é antiga, ora está sob responsabilidade das Assembleias Legislativas dos estados, em outra época, a União, via Congresso Nacional, assume a responsabilidade. Nos últimos anos houve um recuo sobre a liberação de novas municipalidades, sendo criados apenas 4 novos entes municipais nos últimos anos em todo o Brasil, que já conta com 5570.

O estado do Pará com seus 1,2 milhão de km² possui 144 municípios, o mais recente, Mojuí dos Campos, desmembrado de Santarém. No parlamento estadual estão 41 novos projetos de emancipação de áreas que buscam a independência político-administrativo. Pelos novos requisitos, especialmente o de viabilidade econômica, ou seja, a capacidade real de um novo município sobreviver com os seus próprios recursos, dependendo pouco de repasses federal e estadual, dos 41 projetos de emancipação que estão na Alepa, 19 deles se enquadram, ou seja, são “sustentáveis” do ponto de vista de autonomia orçamentária. Geralmente estão ligados aos projetos econômicos, especialmente os do setor mineral.

Em 2011 tivemos outro debate e projeto emancipacionista que foi a divisão do Pará e a criação dos Estados do Carajás e Tapajós, cisão territorial que não ocorreu. Agora o debate está em âmbito municipal, com a possibilidade de 19 novos municípios se somarem aos já 144 existentes no Pará. No lugar de criar novos Estados, o caminho seria a municipalização do desenvolvimento?

Se formos fazer análise do quantitativo de municípios dos estados brasileiros e seus territórios, perceberemos que, tirando o Amazonas que possui “apenas” 62 municipalidades, outros com proximidade territorial do Pará, possuem bem mais: Minas Gerais (853) e Bahia (417). Entes federativos menores do que o nosso, possuem também muito mais municípios: São Paulo (645); Rio Grande do Sul (497) e Paraná (399).

Deixo claro que a quantidade de municípios não define o nível de desenvolvimento. Paraíba, por exemplo, concentra relativamente número grande de municipalidades (223), se formos comparar o seu território com o quantitativo de sedes municipais, teremos um realidade socioeconômico caótico.

Muitos afirmam que as dimensões territoriais do Pará exigiria a criação de novos municípios. Essa análise é relativa. O que precisamos evitar é a criação de novas unidades municipais para atender interesses políticos. Criação de municípios devem ter como objetivo principal o desenvolvimento local, tornando-se vetores desenvolvimentistas. O Pará possui dezenas de municípios que mal conseguem se sustentar sem os repasses dos governos estadual e federal. Qual modelo de desenvolvimento queremos seguir? Municipalizar a pobreza ou criar verdadeiros vetores de desenvolvimento local?

IMG-20140901-WA0007

Por: Henrique BRANCO – professor de geografia da rede pública municipal de Parauapebas, atuando também no ensino privado da referida cidade. Especialista em Geografia da Amazônia – Sociedade e Gestão de Recursos Naturais. Escreve diariamente no Blog do BRANCO: http://henriquembranco.blogspot.com.br/

Vale finaliza testes no novo trem de passageiros da Estrada de Ferro Carajás

Um novo trem de passageiros começará a circular ainda neste segundo semestre na Estrada de Ferro Carajás (EFC). Quem embarcar em algum dos 15 pontos ao longo da malha atendidos pelo serviço terá a oportunidade de conhecer todas as novidades e funcionalidades dos novos carros. A renovação do transporte de passageiros, que interliga os estados do Maranhão e Pará, é um marco para a Vale pois este ano a empresa celebra 30 anos de operações da EFC.

Única empresa do país a oferecer o transporte ferroviário de passageiros em longa distância, a Vale investiu US$ 55,6 milhões na frota da EFC. Foram adquiridos 39 carros, dos quais 6 são executivos, 21 econômicos e 12 de serviços que incluem lanchonete, restaurante, especial para cadeirantes, bagageiro e gerador.

Cada carro executivo da EFC tem capacidade para transportar 60 passageiros. Já nos econômicos haverá 79 lugares. Além disso, toda a composição conta com detector de fumaça, aumentando a segurança dos usuários.

Os carros da classe executiva contam com sistema de som e iluminação individualizados para dar maior conforto e comodidade aos viajantes. Outro diferencial são as poltronas, mais confortáveis. As novidades contemplam também os dois carros-restaurante que possuem, cada um, 72 lugares, o que representa um acréscimo de 56% em relação à frota que opera atualmente.

Segurança e conforto

O investimento prevê ainda um novo sistema de abertura e fechamento das portas externas, bem como as localizadas entre um carro e outro, que é automático. A travessia entre os carros também mereceu melhorias e ficará ainda mais segura e confortável.

Os novos carros de passageiros contam ainda com displays externos e internos, que exibem informações gerais sobre a viagem. Dados como destino e trajeto do trem, número dos carros, estações e paradas de embarque e de desembarque, entre outros, são algumas das orientações voltadas a facilitar ainda mais a viagem.

Responsabilidade Social

Com a entrada em operação da nova frota do trem de passageiros da Estrada de Ferro Carajás e a climatização de todos os carros, as pessoas que vendem alimentos às margens da ferrovia – as chamadas “bandequeiras” – deixarão de comercializar seus produtos na janela do trem. Para criar uma alternativa de renda que represente uma melhora na vida dessas pessoas, a Fundação Vale implantou o Programa AGIR EFC (Apoio à Geração e Incremento de Renda). Em parceria com instituições especializadas, a Fundação Vale está promovendo capacitações e auxiliando esse público na busca por novos mercados consumidores.

Centenas de famílias de seis municípios maranhenses foram beneficiadas no início deste processo. Foram criados 22 negócios sociais em seis municípios do Maranhão e um no do Pará. Os benefícios do projeto incluem a qualificação e formalização do trabalho, a capacitação em gestão integrada do negócio, a remodelagem de embalagens e criação de logotipos, o fomento ao trabalho coletivo e o fortalecimento da autonomia e autoestima das participantes.

Serviço:

O trem parte da Estação Ferroviária de São Luís (MA) com destino a Parauapebas, no sudeste do Pará, às segundas, quintas-feiras e sábados. Às terças, sextas-feiras e aos domingos, realiza o percurso de volta. Só não há viagem na quarta-feira, quando é realizada a manutenção dos carros e locomotivas.

A Vale opera com reserva de duas passagens interestaduais gratuitas para idosos por viagem. Quando esgotadas as duas passagens, os demais idosos têm direito a 50% nos bilhetes para os assentos da classe econômica, nos trechos interestaduais. Para tanto, é preciso que se comprove ter 60 anos ou mais e renda igual ou inferior a dois salários mínimos, conforme o Estatuto do Idoso – Decreto Federal Nº 5.130 e com a Resolução Nº 654 da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), de julho de 2004.

Pela internet ou pelo Alô Ferrovias (0800-285-7000), o passageiro obtém os horários de chegada e partida do trem, bem como os preços das passagens, dicas de viagem, mapa da ferrovia, locais de compra de bilhetes, entre outras informações.

Motociclista fura blitz e é capturado pela ROCAM

“Saímos em perseguição e o garupa pulou embrenhando no mato”, conta Batalha, explicando que enquanto parte da guarnição procurava o fujão ele continuou a perseguição do motociclista fujão que na Rodovia Faruk Salmen, próximo ao CAP (Centro de Abastecimento de Parauapebas) ao tentar subir na calçada perdeu o controle e assim foi possível sua captura apesar da resistência.

Com a queda, o fujão lesionou o braço e depois de ser levado à emergência do Hospital Municipal, foi apresentado na 20ª Seccional de Policia Civil onde foi identificado como Joeliton Classiano Sousa, 31 anos, residente no Bairro Altamira.

Não foi encontrado com o preso armas nem drogas, mas averiguações serão feitas para entender o motivo da fuga do mesmo que jura ser inocente e trabalhador.

Reportagem e foto: Francesco Costa – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Deixe seu comentário