Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Polícia Civil e Banpará alertam para aumento de golpes virtuais

Com o aumento da criminalidade, especialmente no meio virtual, é preciso ficar cada vez mais alerta para não cair em golpes nas contas bancárias. De acordo com a Polícia Civil do Pará, o “golpe do consórcio” tem sido o mais recorrente nas denúncias feitas pelas vítimas. Ao mesmo tempo, o Banco do Estado do Pará (Banpará) vem trabalhando para aumentar, cada vez mais, a segurança de seus usuários para evitar a possibilidade de golpes bancários.

De acordo com o delegado Neyvaldo Silva, diretor da Divisão de Investigações e Operações Especiais (Dioe), há um aumento no número de ocorrências, o que preocupa o sistema de segurança pública. “Esse aumento se relaciona com a pandemia, se a gente levar em consideração que as pessoas passaram a ficar muito mais tempo na internet, e há criminosos que veem nisso uma oportunidade, em especial as quadrilhas de estelionatários”, informa o delegado.

Abel Freitas Rodrigues, superintendente de Gestão de Risco do Banpará, ressalta que é válido manter alguns cuidados básicos para não cair em golpes, que incluem manutenção do sistema operacional do celular atualizado; troca periódica da senha de acesso; manutenção de um antivírus confiável atualizado; acompanhar periodicamente o extrato e lançamentos; ativar o serviço do envio do SMS com o registro das transações realizadas; guardar de forma segura suas senhas e não anotá-las em local de fácil acesso de terceiros; nunca compartilhar suas credenciais de acesso, códigos de segurança e senhas de cartões com terceiros; não utilizar computadores de lan house para acessar a conta bancária; não habilitar celulares desconhecidos e jamais clicar em links recebidos por SMS, e-mail ou redes sociais, e nem fornecer senhas ou credenciais a terceiros por contato telefônico.

“Uma das opções para proteger-se é utilizar os APPs de banco somente em casa, mesmo tendo que abrir mão da facilidade de ‘levar’ seu banco para onde estiver. Diminuir o limite financeiro de transferência via PIX também é uma estratégia. Essa função já está disponível nos aplicativos de bancos. Outra dica é utilizar no dia a dia um APP de banco secundário, com um menor valor em sua conta corrente e um crédito baixo”, orienta Abel Rodrigues.

Recomendações – Os golpes mais comuns identificados pela unidade de inteligência e repressão a fraudes do Banpará são os de phishing – técnica de engenharia social usada para enganar usuários e obter informações confidenciais, como nome de usuário, senha e detalhes do cartão de crédito -, golpes voltados ao WhatsApp e por falsa central telefônica.

Aos clientes do banco, ele recomenda baixar e utilizar apenas os aplicativos do Banpará disponíveis nas lojas oficiais da Apple Store e Google Play, e habilitar sempre um dispositivo confiável, que será responsável por gerar a chave eletrônica (bptoken).

As senhas são uma identificação e assinatura digital, portanto, nunca devem ser compartilhadas com ninguém, mesmo com pessoas que se dizem de empresas confiáveis. Vale a pena utilizar sempre senhas complexas, com letras, números, maiúsculas e minúsculas e caractere especial (@, #, $ e %). Dados pessoais, como nomes e sobrenomes de familiares e amigos, contas de usuário, datas, números de documentos, placas de carros e números de telefones devem ser evitados. É importante atualizar as senhas periodicamente.

Outros procedimentos para evitar golpes bancários:

– Evite clicar em links desconhecidos recebidos por e-mail, SMS ou anúncios, ou em sites desconhecidos;

– Tome cuidado com as informações que compartilha nas redes sociais, podendo ser utilizadas contra você em golpes;

– Ative sempre a verificação em dois fatores, também conhecido como segundo fator de autenticação, em suas redes sociais;

– Quando receber uma solicitação de ajuda financeira pelas redes sociais desconfie e confirme sempre, por videochamada ou pessoalmente;

– Nunca forneça dados pessoais ou bancários pela internet (redes sociais, WhatsApp) ou por ligações telefônicas;

– O Banpará NUNCA envia links por e-mail ou SMS aos seus clientes;

– Desconfie sempre de ligações e SMS em nome do Banpará que não utilizam seus números oficiais.

– O número oficial de envio de SMS aos seus clientes é o 28082;

– O Banpará NUNCA entra em contato por e-mail ou telefone com a finalidade de realizar atualização cadastral dos seus clientes, tampouco solicita senhas ou qualquer tipo de credencial de acesso,

– O Banpará adota como diretriz principal de prevenção a golpes uma forte cultura organizacional e de mercado, de conscientização contra fraudes eletrônicas. Para isso, anualmente desenvolve campanhas que visam alcançar todos os seus públicos.

Entre as principais ações está a disponibilidade, no site oficial do banco (www.banpara.b.br), de matérias e dicas de segurança, assim como a cartilha de uso seguro dos canais digitais.

Encontrados dois últimos corpos de vítimas de tragédia em Capitólio

Os corpos das duas últimas vítimas desaparecidas no desmoronamento de um bloco de pedras no lago de Furnas, em Capitólio (MG), foram encontrados agora à tarde, informou o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais. Segundo a corporação, a tragédia deixou um saldo de dez mortos e pelo menos 32 feridos.

O oitavo corpo havia sido resgatado de manhã. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal de Passos (MG), onde estão sendo identificados com a ajuda de papiloscopistas enviados pela Superintendência da Polícia Federal em Belo Horizonte.

Os trabalhos de busca tinham recomeçado às 5h de hoje (9) e envolveram cerca de 50 pessoas, entre bombeiros e militares da Marinha. Ao todo, 11 mergulhadores do Corpo de Bombeiros atuaram na operação.

A Marinha do Brasil empregou sete embarcações – quatro lanchas e três motos aquáticas. Ao todo, 30 militares trabalharam na operação: 20 no local do desastre e 10 no centro de coordenação montado no município de São João Batista do Glória, perto de Capitólio.

As operações haviam sido interrompidas às 19h de ontem (8) por falta de visibilidade. O desabamento ocorreu por volta das 12h30 desse sábado, quando um grande bloco de pedra se desprendeu do cânion do Lago de Furnas e caiu sobre pelo menos três lanchas. Duas embarcações afundaram.

Em relação aos feridos, a maioria sofreu ferimentos leves, mas pelo menos duas pessoas tiveram fraturas expostas e passaram por cirurgias em hospitais da região. Vídeos nas redes sociais mostraram o momento do desabamento, no principal ponto turístico do passeio de lancha, com duas cachoeiras na entrada do cânion.

Obras de drenagem na Avenida Liberdade visam reduzir alagamentos

Integrando o conjunto de obras de infraestrutura que vai beneficiar oBairro Esplanada, Zona Central, a prefeitura iniciou na última terça-feira, 4, a abertura de solo para instalação de uma rede de drenagem que vai escoar as águas pluviais que se acumulam no período chuvoso na avenida Liberdade, gerando transtornos e riscos de acidentes para condutores.

“É preciso fazer a obra de drenagem para canalizar, de forma subterrânea, as águas que vêm do Esplanada, evitando que elas fiquem empoçadas no asfalto. Elas serão direcionadas para o igarapé Ilha do Coco ”, explica Wanterlor Bandeira, titular da Secretaria Municipal de Obras (Semob).

“É necessária essa intervenção para que possamos fazer uma obra de qualidade no bairro Esplanada e adjacências como os bairros Paraíso e Linha Verde”, completa o secretário. De acordo com Marco Aurélio, engenheiro da Semob e fiscal do contrato de execução da obra, serão utilizadas manilhas de 1.500 de diâmetro para a construção da rede de drenagem.

“A gente vai escavar toda a extensão desse trecho da avenida Liberdade, aplicando as manilhas de mil e quinhentos. Nossa previsão de duração desse serviço é de 30 dias, em seguida a gente vai trabalhar dentro do bairro, com a instalação de rede de drenagem com manilhas de mil. A obra como um todo no bairro vai durar 12 meses”, detalha Marco Aurélio.

Intervenções no trânsito

Por questões de segurança, o trecho em obras na Avenida Liberdade está interditado e o trânsito no sentido saída da cidade está sendo pela PA-275.

Detran alerta condutores sobre período chuvoso para evitar acidentes

Com a chegada do inverno amazônico, os motoristas paraenses devem atentar para pista molhada e a baixa visibilidade, duas coisas que comprometem a segurança das vias e aumentam bastante o risco de acidentes de trânsito. Por isso, o Departamento de Trânsito do Pará (Detran-PA) alerta sobre os cuidados que devem ser tomados para diminuir os riscos de acidentes neste período do ano.

“Estamos vivendo o período de chuvas e é importante termos esses cuidados ao dirigir. Os motoristas acostumados a dirigir durante o verão, passarão a ter que trafegar com chuvas nas estradas paraenses, então algumas dicas básicas nos fazem ter mais segurança ao volante”, frisa Bento Gouveia, diretor técnico-operacional do Detran.

Para aumentar a segurança do veículo e evitar acidentes, o diretor recomenda que se faça uma revisão dos pneus, freios, limpadores de para-brisas e faróis. Toda a parte elétrica do veículo também deve ser constantemente verificada, já que fusíveis e lâmpadas queimam com mais facilidade quando são molhados.

Outra observação feita pelo diretor-técnico é sobre a velocidade dos veículos durante o período chuvoso. “Por isso, a principal dica é reduzir a velocidade, aumentar a distância entre veículos e redobrar a atenção. Você deve evitar ficar “colado” no carro da frente” , principalmente durante as chuvas, a água e o acúmulo de sujeira e óleo no asfalto tornam as pistas escorregadias, causando deslizamentos em casos de mudança de faixa e freadas bruscas”, alerta ele.

Aquaplanagem – “É uma situação em que os pneus não conseguem aderir ao asfalto, com o carro em movimento, porque o pavimento tem uma lâmina de água muito alta e os pneus não conseguem aderir. Você sente seu veículo “flutuar”. Nesse momento, você tem que tirar o pé do acelerador e tentar ir para um acostamento, com segurança, e parar o carro. É uma situação perigosa. No inverno amazônico e com excesso de chuvas, isso é comum acontecer por aqui. Então, vamos ter cuidado no inverno, ter cuidado redobrado, andar com a luz acesa, limpador de pára-brisas em dia, e evitar acidentes e mortes nas estradas”, explica Bento Gouveia.

Dicas de direção defensiva:

  • Fazer revisão dos pneus, freios e faróis do veículo;
  • Checar o funcionamento dos limpadores e desembaçadores;
  • Reduzir a velocidade e manter maior distância do veículo da frente;
  • Em caso de pouca visibilidade, pare e espere as condições de tempo melhorarem;
  • Se pegar a estrada para viajar, prefira ir durante o dia;
  • Evitar freadas ou mudanças bruscas de pista, pois o acúmulo de água pode provocar a aquaplanagem.

Identificado corpo de homem que foi enterrado nas proximidades do Lixão de Parauapebas

Durante a noite da última sexta-feira (7), investigadores da Polícia Civil de Parauapebas juntamente com homens do Corpo de Bombeiros resgataram um corpo que foi enterrado na beira da estrada de uma propriedade denominada “Ilha do Gelado”, nas proximidades do Lixão Municipal de Parauapebas, a cerca de 12 quilômetros do centro da cidade.

O cadáver estava com os pés e as mãos amarrados e enterrado numa ribanceira com várias pedras por cima do corpo. O achado foi confirmado no início da tarde, através de informações repassadas por uma mulher, que ao passar no local, por volta das 10h00 da manhã do dia anterior, sentiu um odor e ao descer a ribanceira avistou uma das mãos da vítima.

A polícia suspeita que a vítima tenha sido morta em outro local e que havia sido enterrada há pelo menos uma semana.

Acionada, uma equipe da Divisão de Homicídios da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas esteve no local acompanhada de um perito do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves e equipe do Instituto Médico Legal (IML), porém, somente depois da chegada do Corpo de Bombeiros o cadáver foi desenterrado e encaminhado para exame de necropsia.

Família identifica corpo

O corpo encontrado sem vida trata-se de Daniel Queiroz, que foi identificado pela família através das tatuagens que haviam em seu corpo, como os nomes de Ana Júlia e Maria Eduarda, que seriam de duas sobrinhas. A polícia investiga uma discussão entre a vítima e um fazendeiro da região. A reportagem tentou falar com a família, porém ninguém quis comentar sobre o assunto.

PARAUAPEBAS: Veículos que não forem retirados do pátio do DMTT serão leiloados em 60 dias

A Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi), vem a público notificar os proprietários dos veículos removidos em decorrência de acidentes de trânsito e procedimentos investigatórios da Polícia Civil, que estão no pátio do Departamento Municipal de Trânsito e Transporte (DMTT).

Os interessados pela retirada dos referidos automóveis devem comparecer ao prédio do DMTT em um prazo de 60 dias, a partir da data da notificação pulicada no Diário Oficial do município, na última sexta-feira, 7.  Os automóveis que não forem restituídos nesse prazo serão vendidos em leilão (hasta pública), conforme legislação vigente.

O prédio do DMTT está localizado na rua Rio Dourado, S/Nº, Quadra e Lote Especial, bairro Beira Rio I, Parauapebas/PA. Telefone: (94) 3346-4644.

Para acessar a lista de veículos, clique aqui.

Semsa lança campanha “Janeiro Branco”, o mês dedicado à saúde mental

A Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), lançou nesta última quinta-feira (6) a campanha “Janeiro Branco”, que busca chamar a atenção para o tema da saúde mental na vida das pessoas, aproveitando o período em que a população costuma traçar metas e objetivos para o Ano Novo. Com o tema geral “Precisamos falar sobre saúde mental”, a campanha contará com palestras e orientações educativas, nas salas de espera das unidades básicas de saúde e círculos de diálogos com a distribuição de materiais informativos, para os servidores da Semsa.

Para a enfermeira Sandra Ribeiro, coordenadora da pasta Saúde e Segurança do Trabalhador da Semsa, a proposta da campanha é mobilizar os servidores a pensar nas questões envolvendo a saúde mental. Com foco no cuidado de quem cuida, trazendo uma reflexão sobre “Como o trabalho afeta minha saúde mental?”.

“A recomendação é que as pessoas participem da nossa programação, e se necessário procurem o serviço o quanto antes, para que os transtornos mentais não gerem problemas na vida delas. A rede municipal de saúde está para atender toda a nossa população”, destaca a coordenadora.

De acordo com Gilberto Laranjeiras, secretário de saúde, o Janeiro Branco é uma ação importante para sensibilizar a população quanto à necessidade do cuidado e atenção para a saúde mental. Porém, ele destaca que essa atenção deve ser uma campanha contínua e não somente em janeiro.

“Um fator agravante em 2020 e 2021 é que nesse período de pandemia, o isolamento social e o aumento da desigualdade são alguns dos fatores que facilitam o sofrimento psíquico”, explica.

Vale ressaltar a importância da campanha Janeiro Branco, nos tempos difíceis nos quais estamos passando, portanto é necessário refletir sobre os assuntos que perturbam a mente, tais como ansiedade, depressão, entre outros.

Melhorar a qualidade de vida é muito importante.

Confira abaixo algumas dicas básicas que são disseminadas durante a campanha:

  • Seja mais presente;
  • Viva a vida com respeito;
  • Tenha mais diálogos;
  • Invista em afeto;
  • Cuide da sua saúde;
  • Busque autoconhecimento;
  • Dê-se mais tempo;
  • Viva com mais sentido;
  • Diga não a preconceitos;
  • Diga não a violências.

Pistoleiros entram atirando no Bairro Tropical e matam duas pessoas

Por volta das 20h30 do último sábado (8), dois jovens foram assassinados em Parauapebas, ambos os crimes ocorreram na Avenida Castanheira, Bairro Tropical. De acordo com informações obtidas por nossa equipe de reportagens, o primeiro a ser baleado foi Jaellison Soelho Pinto, 27 anos de idade. Ainda segundo informações, Jaellison havia acabado de sair de casa para comprar cigarro, quando teria sido abordado pelos assassinos que ocupavam uma moto Honda, Broz, preta que começaram a atirar, baleado a vítima que ainda chegou a correr e entrar em uma padaria, onde veio a cair, momento em que foi socorrida e encaminhado ao Hospital Municipal de Parauapebas (HMP), onde veio a óbito.

Ainda na Avenida Castanheira, os mesmos criminosos adentraram em um bar e atiraram em Paulo Janiel Silva Santos, de 23 anos de idade que se encontrava sentado em uma mesa, morrendo no local com um tiro no olho.

Jaellison Soelho Pinto tinha passagem pela justiça acusado de tráfico de entorpecente.
A Polícia Civil segue investigando o duplo homicídio.

Deixe seu comentário