Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Pastora que fez comentário polêmico sobre Gabriel Diniz emite nota de esclarecimento

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Portal Pebinha de Açúcar republicou AQUI e AQUI matérias feitas pelo Diário Online sobre os comentários feitos nas redes sociais pela pastora paraense Juliana Tuma que afirmou que “Gabriel Diniz foi para o inferno porque cantava para o diabo”.

Durante esta sexta-feira (31), através de e-mail, Juliana Tuma solicitou à equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar que fosse publicado uma nota de esclarecimento sobre o caso.


Visando sempre fazer um jornalismo sério, nossa direção decidiu publicar a versão de Juliana Tuma na íntegra, confira abaixo:

“Em relação à grande repercussão negativa que levaram aos ataques que venho recebendo, venho me pronunciar e retratar, informando que já acionei meus advogados, os quais estão adotando providências cíveis e criminais em face das pessoas que atingiram a minha honra e imagem.

O que aconteceu é que fui mal interpretada, tanto que apaguei os stories de imediato, porém já havia viralizado de forma negativa. Falei de algo que creio, por estar na Palavra de Deus, em Marcos 16:16, de forma que fui mal interpretada, pela maneira direta e fria demais com que falei.

Saibam que me solidarizo com a família do cantor o qual citei. Em nenhum momento tive a intenção, de denegrir sua memória, tampouco ofender seus familiares e admiradores os quais entendo que estão enfrentando uma dor imensurável. Entendo que é tempo de salvação, para todos que entregam suas vidas à Jesus.

Que possam ir à Ele, pois Seu jugo é suave, e Seu fardo leve (Mateus 11:28-30). Quem dera essa grande repercussão viesse quando falo da Palavra de Deus, mas infelizmente tal fato só acontece quando erramos. Porém saibam, que as afrontas, xingamentos e palavras de baixo calão – estão sendo printadas, e enviadas à delegacia de crimes virtuais com providencias dos meus advogados. Ninguém merece um linchamento virtual, por pior que tenha sido a atitude da pessoa que sofreu. Com perdão e em amor”.

Pra. Juliana Tuma da Costa

Publicidade

Veja
Também