Publicidade

OAB pede agilidade para identificar quem ateou fogo e matou homem que dormia em calçada

Era por volta das 8h30 da manhã desta sexta-feira (26), quando infelizmente uma equipe médica do Hospital Metropolitano de Belém do Pará confirmou a morte prematura de um homem identificado como Edmilson Gomes de Anchieta, de 36 anos de idade.

Durante a madrugada da última quinta-feira (25), no momento em que se encontrava dormindo em uma calçada pública no Bairro Rio Verde, em Parauapebas, Edmilson foi surpreendido por um homem ainda não identificado, que se aproximou dele, jogou gasolina sobre seu corpo e logo após ateou fogo, queimando-o em quase 100% e gerando queimaduras de quarto grau, como foi noticiado com exclusividade AQUI no Portal Pebinha de Açúcar.


Ainda durante a manhã desta sexta-feira (26), acompanhado do Presidente da Subseção de Parauapebas, Deivid Benasor, Gildásio Teixeira Ramos Sobrinho, membro consultor da Comissão Nacional de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), esteve na 20ª Seccional de Polícia Civil de Parauapebas, onde na oportunidade, conversaram com o delegado Felipe Oliveira, com o intuito de buscar mais informações e cobrar agilidade nas investigações, para que o homicida possa ser identificado e preso o mais rápido possível.

 

“Após buscar informações com as autoridades policiais, nos deslocamos até ao Hospital Geral de Parauapebas, onde nos reunimos com a superintendência da casa de saúde, representada pelo médico Israel e membros da equipe que realizaram os primeiros atendimentos na vítima, porém, fomos informados que Edmilson Gomes foi transferido em estado grave para Belém e infelizmente morreu nesta manhã”, relatou Gildásio Teixeira, afirmando que a pedido de Deivid Benasor, a Comissão de Direitos Humanos da OAB está investigando o caso e encaminhará todo o processo para uma reunião nacional que acontecerá em Brasília no dia 14 de novembro, “e esse processo com certeza vai estar na pauta para tomarmos as providencias necessárias”.

Clique AQUI e veja mais detalhes dessa tragédia que comoveu Parauapebas e região.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu