Publicidade

Adelson Fernandes afirma que sua candidatura foi manipulada

De acordo com Adelson Fernandes, ele teria sido procurado por pessoas ligadas à Prefeitura Municipal de Parauapebas para que sua candidatura fosse recuada e que ele apoiasse outro candidato. “Pessoas ligadas ao governo municipal me procuraram, me ofereceram dinheiro para que eu não saísse candidato a deputado estadual, porém, como não aceitei, eles pediram pra mim dar o meu preço, mas mesmo assim neguei e segui com minha candidatura”, relatou Adelson, afirmando ainda, que depois que tentaram negociar com ele, sem sucesso, procuraram o vereador Irmão Maridé que é presidente do seu partido. “Tentaram de todas as formas me prejudicar, procuraram inclusive o Dr. Zé Roberto, Zéquinha Marinho e até mesmo o governador Jatene”, relatou Adelson.

Indeferimento da candidatura
No último domingo (5), nas eleições municipais o candidato a deputado estadual recebeu em Parauapebas exatos 7.375 votos, totalizando 9.237 em todo o Pará, porém, os votos não foram válidos, tendo em vista que sua candidatura foi indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral que alega falta de documentos necessários para o registro da candidatura.


Por sua vez, Adelson Fernandes diz que a candidatura foi manipulada, tendo em vista que ele tem cópias de todos os documentos necessários para que sua candidatura fosse registrada com assinatura de funcionários da Justiça Eleitoral. “Infelizmente a nossa candidatura foi manipulada, porém, afirmo aos nossos eleitores e população em geral de Parauapebas que esse assunto não foi encerrado, afinal iremos brigar na Justiça para que tudo isso seja esclarecido”, finalizou.

Reportagem: Bariloche Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar
Foto: Arquivo

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu