Publicidade

Associações comunitárias assinam convênio com a Vale

Vale e associações comunitárias assinaram convênios que irão beneficiar crianças, jovens e feirantes dos bairros São Félix e Nova Marabá. As ações fazem parte dos investimentos sociais realizados pela empresa, por meio da Expansão da Estrada de Ferro Carajás e foram definidas de acordo com projetos apresentados por lideranças do bairro.

Foram assinados quatro convênios, com a Associação da Feira Comunitária de São Félix, Centro Comunitário dos bairros União e Nova Vida, com a Liga Paraense de Karatê (Lipak) e a Associação dos Moradores da Nova Marabá. Os projetos foram mapeados nos Comitês de Interlocução implantados pela Vale, desde o início das obras de expansão. Por meio dos comitês, a Vale reúne periodicamente lideranças, para o diálogo permanente sobre as obras, nas comunidades situadas na área de abrangência do projeto.


Conforme os projetos apresentados, o convênio com a Associação da Feira Comunitária de São Felix prevê a doação de barracas padronizadas. O objetivo é contribuir para a melhoria das condições de trabalho dos feirantes locais e para a geração de trabalho e renda.A feira é responsável hoje por atender grande parte da demanda de alimentos para a região do São Félix. “Este projeto irá ajudar muito os feirante daqui que dependem do dia a dia para sobreviver”, declarou a coordenadora da Associação da Feira Comunitária de São Felix, Raimunda Mendes.

Com o apoio da Vale também será reformado o Centro Comunitário dos bairros União e Nova Vida. O centro assegura educação para cerca de 210 crianças, entre 03 a 05 anos de idade. Todo o trabalho de reforma será executado com mão de obra da própria comunidade.

O terceiro convênio firmado com a Liga Paraense de Karatê (Lipak) estabelece o apoio para assegurar a cerca de 200 crianças e adolescentes de baixa renda dos bairros São Felix, Geladinho e Vila do Espírito Santo, a prática de atividades esportivas. Por meio do quarto convênio firmado com a Associação de Moradores de Nova Marabá, serão realizados cursos profissionalizantes de pedreiro de acabamento e de corte e costura, com o total de 45 participantes.

São Félix – No bairro do São Félix, a Vale mantem ainda a Estação Conhecimento. A unidade começou a funcionar em janeiro deste ano e já atende a mais de 600 pessoas. Idealizadas pela Fundação Vale, a Estação assegura o atendimento integral a todos os membros que compõem um núcleo familiar em situação de vulnerabilidade social, ou seja, desde a mulher grávida ao idoso que integra aquela família. Na unidade, eles participam de práticas de educação, esporte, cultura e de geração de trabalho e renda.

A unidade se tornou a primeira instituição do município a oferecer, gratuitamente, o atendimento educacional, em tempo integral, para cerca de 100 crianças de 2 a 5 anos. As crianças passam o dia em atividade na escola.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu