Publicidade

Câmara homenageia 50 anos do Conselho Regional de Serviço Social do Pará

Os certificados foram entregues também a Ana Isabel Mesquita de Oliveira, a Bel Mesquita (representada por Erenilde Barata), por ter sido a primeira Secretária de Assistência Social de Parauapebas e à atual Secretária Leudicy Leão.
A cerimônia contou com a presença do presidente do CRESS, Agostinho Soares Belo, da Secretaria, Leudicy Leão, da representante da Comissão de Articulação Intermunicipal do CRESS, Márcia Miranda, além de estudantes e profissionais de Serviço Social. Estiveram presentes também os vereadores: Israel Pereira, o Miquinha, José Arenes e Eliene Soares (PT); Maridé Gomes (PSC), Major da Mactra (PSDB), Ivanaldo Braz (PDT), Irmã Luzinete (PV) e Odilon Rocha (PMDB) e o presidente da Câmara, Josineto Feitosa (PSDC).

Saraiva publicidade

O Serviço Social é a profissão que forma os Assistentes Sociais e tem como foco principal a garantia dos direitos humanos e sociais. Já a Assistência Social é a política que engloba as ações multiprofisssionais, na garantia desses direitos. E o CRESS é o órgão responsável por orientar, fiscalizar, disciplinar e defender o exercício da profissão.
Durante a Sessão Solene o presidente do CRESS, Agostinho Soares Belo, agradeceu a homenagem e ressaltou o quanto é importante o trabalho dos assistentes sociais. “É uma profissão que a cada dia constrói uma identidade, que fundamenta aquilo que é o desejo de todo ser humano: uma sociedade justa, igualitária e fraterna, que garanta os direitos humanos”. Agostinho falou ainda dos novos desafios. “Temos assistentes sociais em todas as áreas, mas nas escolas ainda não. Nós precisamos garantir em lei a presença de assistentes sociais e psicólogos nas escolas”.

A Secretária Municipal de Assistência Social, Leudicy Leão, destacou que “ a inserção do psicólogo e do assistente social nas escolas é um trabalho preventivo, que pode combater sérios problemas”. Ao parabenizar o CRESS, a secretária ressaltou que “o serviço social é muito gratificante, pois atua de forma a combater as desigualdades”.

A representante da Comissão de Articulação Intermunicipal do CRESS, Márcia Miranda, falou das lutas e das conquistas da categoria em Parauapebas. “Foi o primeiro município do país a estabelecer a carga-horária de 30 horas para os assistentes sociais. Começamos com poucos profissionais, mas hoje somos muitos, muitos para trabalhar em benefício da sociedade”.

A solenidade foi encerrada com a fala das homenageadas. Cléuma Magalhães agradeceu e disse que se sente realizada pela profissão que escolheu e exerce há 21 anos. “Estou muito feliz e com a sensação de dever cumprido. É muito bom olhar e ver todas as conquistas que alcançamos. Foram inúmeras lutas e todas as vezes que procuramos a Câmara tivemos apoio. Todos os vereadores, independentemente do partido, ampararam nossas lutas sociais e trabalhistas”.

Francinete Machado Cruz relatou que seu objetivo é fazer sempre mais pela profissão e pelas pessoas que atende. “Eu costumo dizer que o maior de todos os princípios é o da dignidade humana, pois todos nós temos dignidade, independentemente da cor, do sexo, da religião e do grau de estudos. A dignidade humana é o maior de todos os princípios, é inerente a cada ser humano. E é com esse principio que nós assistentes sociais trabalhamos. Considerando cada pessoa um cidadão”.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu