Publicidade

Coordenadoria de Juventude e Secretaria de Cultura lançam o Programa Rede Cultural Juventude Viva

 

O evento que teve como objetivo discutir e deliberar sobre as políticas culturais do município no âmbito juvenil, contou com a presença de diversos representantes de entidades parceiras não governamentais e governamentais da Coordenadoria Municipal de Juventude (CMJ), além de vereadores, secretários de governo, indígenas e populares em geral.

Saraiva publicidade

Juventude Viva
O programa objetiva promover a participação da juventude e dos segmentos juvenis do município em palestras e oficinas educativas na área sociocultural, estruturado em pólos culturais que desenvolvam atividades educativas, contemplando as características culturais dos distritos do município. Todas as atividades serão normatizadas por um comitê gestor a ser formado por órgãos e entidades municipais, como Secult, CMJ e Comjup.

O Juventude Viva se fundamenta no Art. 9º da Constituição Federal, que diz ser de “competência administrativa comum do Município, do Estado e da União, observada a Lei Complementar Federal, o exercício das seguintes medidas: XIV – proteger a juventude contra toda exploração, bem como contra os fatores que possam conduzi-la ao abandono físico, moral, social e intelectual”.

Apresentado pelo assistente social Francisco Clayton Oliveira de Sousa, membro da CMJ, o programa promete oferecer oficinas de hip hop, caratê, ginástica aeróbica, capoeira, teatro, danças regionais e/ou religiosas, música, artesanato, fotografia e comunicação popular; elaboração de projetos culturais e de políticas públicas para a juventude. O público alvo deve se enquadrar na faixa etária de 15 a 29 anos, tendo como meta atender até 1.000 jovens por um período de 10 meses.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu