Publicidade

Educadora da Semed lança livro sobre formação de professores

Em Parauapebas, que fechou 2013 com o quarto melhor índice de desenvolvimento da educação, conforme dados do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), um verdadeiro celeiro de conhecimento está em construção, com alunos premiados, educadores consagrados e uma gestão da educação de referência nacional.

A novidade, desta vez, é o lançamento do livro Formação Inicial de Professores de Educação Infantil: Que Formação É Essa? da pesquisadora e educadora Maria da Paixão Gois Febronio, lotada na Diretoria Técnica-Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e cujo trabalho foi garimpado e reconhecido por uma editora internacional, a alemã Novas Edições Acadêmicas (NEA).


O livro de Maria da Paixão, lançado durante a formação continuada dos técnicos pedagógicos da Semed, sob a apreciação de mais de 80 educadores, partiu de extensa pesquisa de campo realizada pela autora durante a confecção de sua dissertação de mestrado, defendida em fevereiro de 2010. O livro busca compreender a concepção que professores – ainda em fase de formação – têm sobre sua formação. Pretende também identificar o quão preparados eles se sentem para o exercício profissional, como também, traz reflexões e ponderações sobre o fato de que a contribuição do curso de Pedagogia à formação de professores da Educação Infantil é, ainda, parcial e restrita.

Segundo a autora, as várias discussões suscitadas em sua obra são apresentadas à universitários, docentes e pesquisadores da área a partir da percepção de alunos dos últimos anos do curso. “As questões elencadas, sob o prisma da formação acadêmica em Pedagogia, possibilitam a construção de projetos inovadores de formação inicial superando a dicotomia entre teoria e prática”, explica Paixão. Todas as considerações têm impacto sobre a vida do aluno da educação infantil, que conceberá suas bases de formação educacional consoante a preparação daquele que o educou, lá na primeira escola.

A secretária municipal de Educação, Juliana de Souza, tece elogios à publicação de Maria da Paixão. “É uma obra de extremo valor para a educação em razão da profundidade da abordagem, que, para além da percepção das práticas de futuros pedagogos, tem um raio de impacto ainda mais amplo, já que a formação dos pedagogos terá consequências diretas na educação de nossas crianças. É um orgulho para nós, da Semed, termos uma servidora da casa lançando um livro e difundindo uma reflexão crítica e científica tão importante para o fazer educativo”, ressalta a secretária.

SOBRE A AUTORA
Servidora da Semed há quatro anos, Maria da Paixão Gois Febronio é mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Católica de Santos (UniSantos); bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes); especialista em Psicopedagogia Institucional pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Campinas; e graduada em Pedagogia (habilitação em Educação Infantil) pela Associação de Ensino e Cultura Faculdade Pio Décimo. Ela já integrou o grupo de pesquisas “Práticas Pedagógicas: Pesquisa e Formação”, da linha Formação e Profissionalização Docente, e tem artigos publicados até na renomada plataforma Scielo.

Reportagem: Messania Cardoso
Foto: Luzandra Vilhena

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu