Publicidade

Facções criminosas sempre existiram em Parauapebas, diz comandante da PM

A redação do Portal Pebinha de Açúcar tem recebido vários telefonemas da comunidade, dizendo-se assustada com as ações e intervenções que vêm ocorrendo nos últimos meses, ocasionando confrontos entre membros de supostas facções criminosas denominadas Primeiro Comando da Capital (PCC) ou Comando Vermelho (CV) e a Polícia Militar.

Atendendo sugestão da comunidade, a reportagem deste portal de notícias procurou na manhã desta segunda-feira (1º) o comandante do 23º Batalhão de Polícia Militar (23º BPM) em Parauapebas, ten-cel. José Wilson, para falar sobre o assunto.


De acordo com o oficial da PM, as facções criminosas que comandam o crime organizado estão espalhadas em todo o país, inclusive em Parauapebas.

“Geralmente, como pano de fundo de subsistência, essas facções agem com tráfico de entorpecente e roubo a bancos, mas a Polícia Militar faz um trabalho ostensivo na região de combate a toda modalidade de criminosa”, enfatiza o comandante do 23º BPM, revelando que a PM está concluindo a criação de um núcleo de inteligência para identificar e colocar na cadeia as lideranças dessas facções criminosas que vêm atuando no município.

Indagado sobre as incidências de confrontos da Polícia Militar com membros dessas supostas facções na cidade, o ten-cel. José Wilson respondeu que elas sempre existiram em Parauapebas. “O que acontece é que a PM está atuando com mais firmeza nessas ações. Quando não há combate, a população acha que a polícia não está agindo”, declarou o oficial.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu