Publicidade

Moradores de invasões continuam acampados na frente da Prefeitura de Parauapebas

 

O clima hoje está calmo pelo local, tendo em vista que as famílias estão ocupando apenas a parte externa da Prefeitura, porém, ontem, no início da manifestação os populares chegaram a entrar no prédio do Centro Administrativo e só saíram do local com a chegada da Tropa de Choque da Polícia Militar que foi acionada ao comando do Tenente Coronel Mauro Sérgio.

Saraiva publicidade

De acordo com uma das coordenadoras do movimento, Maria Valdeci, a manifestação é uma busca por direito à moradia. “Não temos como cumprir a ordem de desocupação em 24 horas, pois não temos pra onde ir”, diz Maria Valdelci, assegurando que a reivindicação é apenas moradia. Ela conta que já foram removidos várias vezes para diversas ocupações diferentes sob promessas de solucionar o problema.
Ela garante que desta vez os manifestantes não aceitarão a remoção e querem de fato a solução do problema, ou seja, terrenos urbanizados. Ainda de acordo com a moradora estas áreas não deveriam ser tratadas como ocupação, pois o governo anterior entregou estes lotes e as pessoas que ali estão são de fato carentes, não tendo outros patrimônios. Porém, ainda segundo os comentários de Maria Valdeci, o atual governo está tirando os atuais moradores para entregar a área à outros sob a alegação de que não se enquadram no perfil de pessoas carentes e que necessitam de projeto habitacional do Governo Municipal.

Negociação
No final da manhã desta terça-feira (4), representantes dos moradores das áreas invadidas se reuniram com a administração municipal para debaterem sobre os problemas. A imprensa não teve acesso à reunião e a equipe de reportagem do Pebinha de Açúcar em contato com a Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Parauapebas, solicitou informações sobre as negociações e a ASCOM enviou a seguinte nota: “Até o fim do dia enviaremos um release com as decisões tomadas em reunião entre gabinete e representantes dos moradores do bairro em questão”.

Reintegração de área no Bairro dos Minérios
A Prefeitura Municipal de Parauapebas teve deferido a seu favor pedido de liminar, expedida pela juíza Adelina Luiza Moreira Silva e Silva, titular da 4ª Vara Civil de Parauapebas, para reintegração de posse das áreas públicas ocupadas no Bairro dos Minérios.

A Secretaria Municipal de Habitação já realizou diversas reuniões com os ocupantes, informando todo o procedimento e solicitando que a retirada e plena liberação das áreas seja pacífica, ordeira e com a devida proteção e assistência das famílias carentes que lá residem.

Segundo as secretarias de Obras, de Habitação e a Procuradoria Geral do Município, as áreas são necessárias para que se conclua a perfeita implantação daquele projeto de Casas Populares, que detém subsídios do Governo Federal, com a construção dos equipamentos sociais previstos inicialmente no projeto, tais como escolas, postos de saúde e centros sociais.

Informam, ainda, que novos projetos de moradias sociais podem ser inviabilizados caso não ocorra a desocupação e implantação dos referidos equipamentos, o que motiva a prefeitura a requisitar a máxima compreensão e apoio de todos para a desocupação das áreas em questão

* Com informações de Francesco Costa

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu