Publicidade

Motociclista é perseguido e assassinado nas proximidades do aterro sanitário

Depois ser perseguido por dois homens desconhecidos numa motocicleta na manhã desta segunda-feira (10), na estrada de acesso ao aterro sanitário de Parauapebas, Gilmar Diogo Santos foi assassinado com dois disparos de arma de fogo na cabeça.

De acordo com Cleonice Ferreira da Conceição, que era separada de Gilmar Santos, mas estava reatando o relacionamento, ela se encontrava na garupa da motocicleta pilotada pelo companheiro, quando ambos foram perseguidos.


Ainda no local do crime, onde o corpo de Gilmar Santos se encontrava sem vida com a perna direita sob a moto e a outra sobre o veículo, Cleonice da Conceição relatou à polícia que trafegava de banda na garupa da moto normalmente com a vítima, quando apareceram os dois desconhecidos e deram sinal para Gilmar parar.

“Percebi que os dois homens não tinham boas intenções com a gente, e aí eu disse para o Gilmar acelerar a moto, mas eles nos alcançaram”, declarou Cleonice da Conceição, adicionando que desceu da motocicleta e perguntou o que eles queriam com Gilmar, e foi neste momento que a vítima foi atingida pelo primeiro tiro na cabeça.

Cleonice da Conceição disse ter implorado para a dupla não matar o companheiro dela, mas os dois homens deram mais um tiro, se dirigiram para ela, tomaram a bolsa com documentos e objetos pessoais e se evadiram do local, sem levar a motocicleta de Gilmar Santos.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu