Publicidade

Pará gerou quase cinco mil postos de trabalho

O Pará comemora os números da geração de empregos formais em dois momentos, no primeiro semestre de 2014 e nos últimos 12 meses, ambos puxados pelo setor serviços. No primeiro caso, o saldo foi de mais 1.080 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, esse número salta para quase cinco mil novos postos. Os números são do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos).

Em percentuais, o crescimento no primeiro semestre foi de 0,31%, quando foram contratados 72.317 trabalhadores e outros 71.237 desligamentos, com a geração de 1.080 postos. Em comparação a 2013, o saldo foi bem maior, já que na época foram 654 postos a mais, fruto de 73.420 admissões, contra 72.766 desligamentos.


O destaque positivo na região metropolitana de Belém ficou com o setor serviços, com geração de 2.614 postos; seguido da agropecuária, com mais 689; do serviço indústria e utilidade pública, com saldo positivo de 489 postos; e indústria de transformação, com mais 132. Também no mesmo período, o destaque negativo ficou por conta do comércio, com a perda de 2.564 postos; e construção civil, com menos 226.

O desempenho na geração de postos formais foi bem superior no balanço dos últimos 12 meses, com um saldo positivo de 4.725 postos de trabalho, ou seja, 1,35% de crescimento. O número é resultado do saldo entre 148.330 admissões e 143.605 desligamentos.

Ainda segundo as análises, a maioria dos setores econômicos da Região Metropolitana de Belém apresentou saldos positivo de empregos formais, com destaque para o serviço, com saldo positivo de 4.155 postos; seguido da construção civil, com saldo positivo de 915 postos; setor serviço indústria e utilidade pública, com mais 375 postos; e do setor da indústria de transformação, com mais 105 postos. Também no mesmo período, o destaque negativo ficou por conta do comércio, com a perda de 754.

Fonte: ORM News

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu