Banner Educar


Paraenses já pagam conta de energia com reajuste

Paraenses já pagam conta de energia com reajuste

Os aumentos históricos nas contas de energia elétrica do consumidor residencial paraense, desde a privatização da Celpa, impressionam, chegando a mais de 410%, segundo dados divulgados nesta terça-feira (02) pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA).

O balanço é divulgado em um momento em que os paraenses sentem os impactos das primeiras contas de energia elétrica mais caras, após os reajustes propostos pela Celpa e autorizados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em agosto passado.

Segundo o Dieese, o atual reajuste de 34,34% para a tarifa dos consumidores residenciais e de 36,41% para consumidores comerciais e industriais foi o maior realizado desde a privatização da concessionária, mas seguem um histórico de aumentos que superam em muito a inflação: a elevação acumulada nas contas de energia para o consumidor residencial, desde a privatização da companhia, alcançam 417%, contra um aumento de 176% da inflação medida para o mesmo período.

Para os grandes consumidores (indústria e comércio), o aumento histórico foi igualmente expressivo, alcançando 261% nos últimos 12 anos. O reajuste deste ano também foi o maior para o setor industrial desde a privatização da empresa.

A elevada tarifa para os industriais e comerciários ainda deve causar um segundo impacto para o consumidor paraense, já que deve ocasionar um aumento no preço de diversos produtos, segundo o Dieese.

O atual reajuste está em vigor desde o dia 07 de agosto de 2014 e é o 15º autorizado pelo Governo Federal desde a privatização da Celpa, em 1998. A nova tarifa deve atingir cerca de dois milhões de residências no Pará.

Fechar Menu
error: Reprodução proibida!