Publicidade

Posto de combustíveis de Parauapebas não foi alvo de fiscalização do Inmetro

A popularização da internet trouxe um tanto de coisas boas, mas com elas, outras que só atrapalham o bom andamento das informações.
Através do aplicativo WhatsApp, muitas informações desencontradas acabam circulando em vários grupos e em uma velocidade muito rápida, uma notícia sem procedência faz “estragos gigantescos”.

O assunto é tão sério, que hora e outra acontecem transtornos por causa de informações não apuradas, tanto para as vítimas de falsa informação, quanto para portais de notícias que, na ânsia de sair na frente, publicam inverdades ou fatos distorcidos.


O mais recente fato foi sobre a suposta fiscalização de um posto de combustíveis em Parauapebas, que teria sido flagrado pelo Inmetro – Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia e punido por ter adulterado a bomba; assunto que viralizou nas redes sociais sendo até replicado por sites.

Mas a verdade é outra, ou melhor, quase outra; pois, de fato, um posto de combustíveis foi flagrado pelo Inmetro por manipular a bomba e entregar menos combustível do que o pedido pelo cliente, porém, o fato ocorreu no Estado do Goiás, e não em Parauapebas.

Mas bom seria se o Inmetro desse uma batida em nossos postos, não que duvidamos na exatidão das bombas, mas pelo preço que estamos pagando, principalmente, pela gasolina, seria melhor ter certeza que estamos levando mesmo cada gota do precioso líquido.

Reportagem: Francesco Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu