Publicidade

Prática de jogar ‘santinhos’ continua à solta em toda a cidade

Logo pela manhã, lá estão eles fazendo seu rotineiro trabalho de limpeza. Mas hoje, dia de segundo turno das eleições, o esforço dos garis é maior para conseguir remover resíduos a mais que foram, propositalmente, deixados, principalmente, nas proximidades de escolas.

Trata-se dos tão conhecidos “santinhos”, prática que perdura em todos os processos eleitorais, mesmo todos tendo ciência de ser crime eleitoral previsto na Lei n° 9.504/97, em seu artigo 1º.

Saraiva publicidade

Porém, a prática de distribuição de “santinhos”, cujo conteúdo é a propaganda de candidatos ou a cola contendo nomes e números dos candidatos a serem votados, é vista pelas ruas de Parauapebas, principalmente nas proximidades de locais de votação.

Como a distribuição feita pelas mãos de cabos eleitorais pode resultar em prisão, o “derrame” dos impressos eleitoreiros é feito ainda na madrugada.

O costume parece ter resultado. Prova disto é a persistência dos candidatos e coligações em mantê-lo, e ainda de eleitores que os apanha para usar como cola.

 

Uma das garis que a equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar encontrou fazendo o trabalho de varrição do material eleitoral foi Luzia da Costa. A trabalhadora conta tratar-se de material de difícil remoção, pois ele cola no chão, dificultando o serviço. “Por isso, precisamos sempre de reforço, pois, no tempo previsto de serviço, não conseguimos cumprir o trecho normal”, conta Luzia, propondo que as punções sejam mais severas para quem comete tal infração.

Além do que notamos nas proximidades dos locais de votação, ouvimos da gari que neste segundo turno o “derrame” de santinhos foi bem menor que no primeiro turno das eleições, quando nossa equipe de reportagens saiu às ruas e registrou, nas proximidades de locais de votação, os eleitores andando sobre verdadeiros “tapetes” feitos de papel recortados que, na verdade, são os impressos de propaganda eleitoral.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu