Publicidade

Projeto de Parauapebas recebe apoio do Criança Esperança da Rede Globo

Repercute nacionalmente as ações encabeçadas pelo Criança Esperança, programa da Rede Globo em parceria com a Unesco, que beneficia dezenas de projetos espalhados por todo Brasil. Aqui em Parauapebas, esse sucesso não poderia ser diferente, ainda mais com o governo municipal sendo parceiro de alguns projetos voltados para o atendimento de criança e adolescentes.

Na “Capital do Minério”, a boa notícia vem através do trabalho desenvolvido pelo Projeto Esperança, entidade filantrópica da Organização Bom Samaritano que encerrou o ano letivo de 2013 selecionada para receber este ano apoio da Rede Globo. Fundado em 1996, o Projeto Esperança tem como objetivo oferecer atendimento a crianças e adolescentes em situação de risco ou exclusão social, implementando ações socioeducativas que proporcionem a ampliação do conhecimento, o desenvolvimento da autoestima e a estimulação de aptidões.

Saraiva publicidade

Entre as principais atividades do projeto estão as oficinas de futebol, informática, karatê, teatro, dança, crochê, bordado, pintura, biscuit e xadrez. Segundo Maria José Maciel de Sousa Leite, coordenadora da entidade, essas oficinas atendem 250 crianças e adolescentes e só funcionam porque o Projeto Esperança recebe apoio da Prefeitura de Parauapebas, por meio de um convênio firmado em 2008.
“Sem o apoio da prefeitura não teríamos como funcionar ou atender da forma como fazemos hoje. Com esse auxílio, compramos materiais didáticos e permanentes; pagamos funcionários e oferecemos cursos de aperfeiçoamento para eles; e arcamos com despesas de energia e telefone”, relata Maciel.

A coordenadora informa que, ainda assim, depende de doações e apoio de empresas privadas e que o apoio do Criança Esperança é essencial para a ampliação das oficinas e implantação de outras. “A demanda é muito maior do que podemos atender. Então, partir da ajuda que recebemos, vamos ampliar o número de vagas das oficinas existentes e já estamos implantando novas. Por exemplo, temos as oficinas de música, que passaram a funcionar em março deste ano, com aulas de violão, guitarra, teclado, saxofone, bateria e canto. Deveremos implantar em breve, também, a de fotografia. Com esta última o número de alunos atendidos ultrapassará os trezentos”.

Em todo o Pará, apenas três instituições foram contempladas com o apoio do Criança Esperança em 2014: o projeto Esperança em Parauapebas; o Construindo um Bairro de Leitores, do Espaço Cultural Nossa Biblioteca, e o Meu Mangue – Educação e Ambiente, do Instituto Peabiru, ambos da capital paraense.
As inscrições para ingresso ao Projeto Esperança podem ser feitas na sede da instituição, localizada à Estrela D’Alva, 43, Bairro Primavera, em horário comercial, de acordo com a disponibilidade de vagas nas oficinas. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (94) 3346-7704.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu