Publicidade

Simineral faz pré-lançamento do Anuário Mineral nesta quinta-feira

O foco da edição de 2015 será a responsabilidade social, com a divulgação dos projetos socioambientais, educacionais e de inovação desenvolvidos pelas empresas de mineração, no estado

Com o tema “Mineração e Responsabilidade Social. A vida é a nossa maior riqueza”, o Sindicato das Indústrias Minerais do Pará (Simineral) realiza nesta quinta-feira, 18, o pré-lançamento da quarta edição do Anuário Mineral do Pará 2015. O evento ocorre, às 19h, no Restô do Parque da Residência. Na ocasião, o presidente do Simineral, José Fernando Gomes Júnior, apresentará os patrocinadores e apoiadores oficiais do Anuário.


Além de traçar uma verdadeira radiografia do setor mineral, com foco no mercado, pauta de exportações, geração de emprego e sustentabilidade, a publicação destacará a responsabilidade social exercida na mineração paraense por meio dos projetos socioambientais, educacionais e de inovação desenvolvidos pelas empresas de mineração, no estado. O Anuário Mineral 2015, também, segue retratando a saga dos pioneiros, com as histórias dos desbravadores da mineração, no Pará.

Considerada uma publicação completa no que diz respeito à mineração paraense, o Anuário sempre buscou inovar em cada edição, sempre apresentando novidades aos leitores. A primeira edição foi lançada em 15 de março de 2012, trazendo como tema “A informação a serviço do desenvolvimento sustentável da mineração”. À época, foram distribuídos 1500 exemplares impressos e 1200 cds para as escolas públicas. A publicação foi lançada em quatro municípios do interior do Pará. Junto com a primeira edição foi lançado o 1º Concurso de Redação da Mineração, que teve a participação de mais de mil alunos da rede pública de ensino.

De lá para cá, a publicação foi evoluindo, ganhando incremento de novos destaques. Em 2013, o 2º Anuário, sob o tema “Minérios da nossa terra, riquezas para a nossa gente”, veio com o dobro do número de exemplares – foram distribuídos cerca de 3 exemplares mil impressos e 7 mil cds. A grande novidade foi o lançamento do 1º Anuarinho, versão exclusivamente direcionada ao público infantil. Os lançamentos presenciais da publicação superaram o primeiro: 11 municípios no total. À segunda versão foram incorporados os prêmios Minerador Destaque e Comenda de Mérito Minerador Honorário, o I Primeiro Prêmio Hamilton Pinheiro de Jornalismo e o II Concurso de Redação, com 4 mil alunos inscritos.

Este ano, o 3º Anuário ousou, ainda mais. A publicação 2014 é bilíngue (português/inglês), trazendo como tema “Mineração sustentável. Um legado para a nossa gente”. Foram 5 mil exemplares impressos e 15 mil cds distribuídos. A publicação trouxe dois capítulos inéditos sobre Sustentabilidade e os Pioneiros da Mineração no Pará e superou o número de lançamentos no interior do estado, chegando em 14 municípios. O 3º Concurso de Redação também superou os públicos anteriores, com 10 mil alunos inscritos.

José Fernando Júnior lembra que ter uma publicação que retratasse o setor, destacando suas contribuições econômicas e socioambientais para o Estado, era um desejo, mas fazer com que essa publicação se tornasse um legado para a sociedade era sonho, que hoje é uma realidade. “Ver esse sonho materializado para nós foi uma grande conquista. E isso é fruto de um esforço conjunto dos parceiros, associados e da sociedade em geral”, ressalta.

O desafio, segundo o executivo, é fazer a cada ano uma publicação mais atraente e que desperte o interesse da sociedade. “Ficamos muito honrados, em saber que desde a primeira edição do Concurso de Redação, por exemplo, o Anuário é fonte de pesquisa para os estudantes. Isso para nós é uma grande responsabilidade, que nos motiva, a cada edição, a fazer uma publicação com mais conteúdo e de linguagem acessível a toda sociedade”, declara José Fernando.

Mineração em números
Segundo levantamento do Simineral, dos US$ 15,8 bilhões em exportações totais do Pará em 2013, as indústrias de mineração e transformação mineral responderam por 88% deste valor. Juntas exportaram US$ 13,9 bilhões, fazendo do setor mineral o grande vetor de crescimento do comércio exterior paraense. O segmento também continua sendo um dos maiores geradores de emprego. No ano passado, o segmento gerou 271 mil empregos diretos e indiretos no Pará, em 2013. Conforme o sindicato há uma demanda de 99 mil novos postos de trabalho por conta da expansão e instalação de novos projetos minerais, no estado.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu