Publicidade

SINSEPPAR deflagra greve geral no município a partir de 2 de maio

Tal medida foi tomada após o prefeito de Parauapebas Valmir Mariano não se manifestar oficialmente sobre a contraproposta da categoria, aprovada na Assembléia Geral do dia 18/04. Exaustivas mesas de negociação foram realizadas. Os dados solicitados pelo SINSEPPAR apesar de autorizados pelo Chefe de Gabinete foram negados pela maioria das secretarias ou fornecido de maneira incompleta.

Mesmo com os cálculos equivocados realizados pela Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan), o sindicato apresentou estudo, onde ficou comprovado não existir comprometimento da lei de responsabilidade fiscal, o que viabiliza o pagamento imediato das propostas dos servidores de reajuste salarial (13,96%) + (5 %) de ganho real e vale alimentação no valor de R$ 320,00 retroativos a janeiro de 2013.


Foram criadas lideranças de greve, que deverão realizar o planejamento da greve juntamente com a Diretoria do Sindicato, fazendo esclarecimento nos setores de trabalho e divulgação perante os meios de comunicação, buscando soluções que minimizem o efeito junto a sociedade.

Hoje à noite (26/04), às 18h00min, na sala de vídeo e conferência do CEUP, acontecerá o “Seminário sobre o sucateamento do serviço público e desafios a serem enfrentados na Amazônia”, com participação do Historiador pela Universidade de São Paulo (USP), Sr. Fernando Carneiro e o Sr. Marcos Soares Coordenador Geral do Sindicato dos Técnicos-Administrativos em Instituições Federais de Ensino Superior do Estado Pará (SINDTIFES/PA).

Na ocasião, as lideranças de greve estarão presentes para discutir organização, ações e agendas para os dias que antecedem a greve. Maiores informações podem ser obtidas no www.facebook.com/sinseppar e Interessados em participar do seminário podem se inscrever no telefone (94) 3346-4561.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu