Publicidade

Violência explode em Parauapebas e 6 mortes são registradas em menos de uma semana

O final de semana passado em Parauapebas foi marcado por três assassinatos e uma morte causada por acidente de trânsito. As vítimas de homicídios foram Edileude Mendes da Silva, 34 anos, natural de Lago Achado (MA); Welington de Souza Silva, 20 anos; e Edmilson de Almeida, 39 anos, natural de Barra do Corda (MA), enquanto que Clismman Gonzaga Reis, 20 anos, foi vítima de atropelamento.

Em declarações prestadas à reportagem, o delegado plantonista Nelson Alves Júnior explicou que Edileude Mendes foi assassinada na madrugada de sábado (2), com golpes de faca no pescoço que separaram a cabeça do corpo, num conjunto de quartos localizado na Rua Santa Maria, Bairro da Paz, Parauapebas.


Segundo a autoridade policial, a investigação do caso gira em torno de que o autor do homicídio teria alguma intimidade com a vítima, pois horas antes do crime os dois mantiveram relações sexuais. “Mas ainda vamos checar esta possibilidade com familiares da vítima”, assinala o delegado.

Já Welington Silva, de acordo ainda com Nelson Júnior, faleceu no hospital municipal de Parauapebas, após ter sofrido diversos golpes de faca numa briga generalizada, na noite de sexta-feira para sábado (2). A polícia está ouvindo testemunhas que presenciaram a briga dos dois grupos. “Já levantamos o nome do principal suspeito da morte do rapaz”, adiantou.

Clismman Reis foi atropelado e morto no domingo (3) na estrada Faruk Salmen por uma van, que passou os pneus sobre o corpo da vítima. “O motoqueiro transitava em alta velocidade, ultrapassou dois veículos e bateu na traseira do terceiro, quando foi projetado para a pista contrária e atropelado pela van”, explica Nelson Júnior.

A quarta vítima fatal do final de semana em Parauapebas, Edmilson de Almeida, foi encontrada morta no início da tarde de domingo (3) com golpes de faca dentro de uma casa abandonada, na Rua Grajaú, Bairro Casas Populares I.

Em depoimento prestado ao delegado Nelson Júnior, a irmã de Edmilson, Veres Gomes de Almeida, 46 anos, informou que a vítima era homossexual e usuária de droga (maconha e crack) há 12 anos, e ultimamente desconhecia membros da própria família e andava perambulando pelas ruas da cidade catando latinha de cerveja para vender.

Na noite desta terça-feira (5 de novembro de 2013) duas pessoas foram assassinadas, sendo um advogado e um líder comunitário.

Reportagem: Vela Preta / Waldyr SilvaDa redação do Portal Pebinha de Açúcar

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu