Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Família de adolescente que morreu no parto acusa médicos

Hoje em dia com a grande aceitação das redes sociais, principalmente Facebook e WhatsApp, o compartilhamento de informações diariamente é gigantesco.

Desde o início desta semana que circulam pelas redes sociais em Parauapebas e região informações sobre uma moça de apenas 15 anos de idade que deu entrada no Hospital Geral de Parauapebas (HGP) em trabalho de parto e infelizmente perdeu sua vida.

O Portal Pebinha de Açúcar decidiu investigar mais sobre o caso e através de áudios e mensagens, percebeu que família da vítima identificada como Andrya Pâmela Chaves de Sousa, está afirmando que a morte da garota se deu através de negligência médica.

Nossa equipe de reportagens entrou em contato com familiares de Andrya Pâmela Chaves de Sousa, que ainda estão chocados com a perca de um ente querido, porém, Dayane Ramos Rodrigues, tia do esposo da garota de 15 anos e a sua mãe, Andréia de Lima Chaves, deram a versão da família sobre o que teria acontecido.

Dayane Ramos Rodrigues afirmou que na carteirinha de gestação de Andrya Pâmela Chaves estava constando “que ela tinha um sopro no coração, aí durante pré-natal, ela sempre falou que sentia muitas dores nas costas e peitos, além de cansaço, porém, os profissionais de saúde nunca solicitaram exames detalhados e que isso seria apenas sintomas da gravidez. Um dia antes de entrar em trabalho de parto, Andrya foi levada até a maternidade com dificuldades para respirar e a médica teria dito que não era nada, e que era apenas para ela deitar de lado. Ela chegou a melhorar, mas foi para casa com dores. No outro dia, pela manhã, a Andrya sentiu dores para ter o bebê e foi para a maternidade. A enfermeira ficou preocupada, pois percebeu que os batimentos cardíacos dela estavam alterados. Andrya foi encaminhada para um médico e nós da família relatamos que ela estava com dificuldades para respirar e ele disse que ela iria ter o filho de forma normal e pediu para que a gente a levasse para uma sala da maternidade”.

Ainda de acordo com informações repassadas ao Pebinha de Açúcar por Dayane Ramos Rodrigues, “a dor que Andrya sentia foi aumentando e por volta de 13h30 ela entrou em trabalho de parto e às 17h00 nós cobramos informações sobre ela e o nascimento da criança, e foi nesse momento que uma enfermeira nos encaminhou para um rapaz que disse que Andrya estava na UTI, porém, que estaria tudo normal com ela e com a criança. Entrei desesperada na UTI e percebi que ela não estava bem, e estava sem conseguir falar, apenas fazendo sinais balançando a cabeça. Fomos para casa e na manhã do outro dia fomos informados que ele tinha perdido a vida por conta de um problema muito grave no coração”.

Foto de Andrya ainda em vida, cedida pela família

 

Por sua vez, a mãe de Adrya Pâmela Chaves de Sousa, Andréia de Lima Chaves, afirmou que vai lutar por justiça no caso de sua filha. “Já registramos um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de Parauapebas e a Delegada Yanna Azevedo está nos dando apoio nas investigações”.

A jovem de 15 anos deixou uma criança do sexo masculino que completou hoje sete dias e está sendo criada pelo pai e outros familiares.

Outro lado

Sempre visando fazer um jornalismo imparcial, a equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar também procurou a Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde de Parauapebas (Semsa), que por sua vez emitiu uma nota de esclarecimento sobre a morte da adolescente. Confira abaixo:

“Em relação ao falecimento de Andrya Pâmela Chaves de Sousa, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) esclarece:

Andrya, de 15 anos, nascida em 03/09/2001, deu entrada no Hospital Geral de Parauapebas (HGP) às 7h50, do dia 14 de março, já em trabalho de parto. Diferente do que foi noticiado em grupo de mensagens instantâneas, apenas no momento do parto, que aconteceu às 13h50 do mesmo dia, a paciente, que estava com 38 semanas de gravidez, informou que sofria de cardiopatia. Imediatamente após o nascimento da criança.

Andrya foi levada à Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do HGP, mas veio a óbito em 15 de março, 18 horas após ter dado a luz. A Semsa reforça seu compromisso com a vida e bem estar de seus pacientes e que está à disposição para quaisquer esclarecimentos”.

Moradores do “Linhão” serão beneficiados com lotes urbanizados

Moradia digna, além de direito social, é uma das maiores necessidades do ser humano. Visando garantir este direito, em um encontro realizado com moradores da ocupação do Linhão, área que faz parte do bairro Tropical, o prefeito de Parauapebas, Darci Lermen, anunciou lotes urbanizados para famílias de menor renda.

Nos últimos dias, a gestão municipal vem se reunindo com os representantes da Associação dos Moradores da Ocupação do Linhão (Ocupa), para discutir alternativas que solucionem a necessidade por moradia adequada.

Após consenso entre a prefeitura e os representantes, ficou acordado que,por meio de processo licitatório, lotes urbanizados serão oferecidos aos moradores, em área ainda a ser definida.

Os lotes deverão ser contemplados com iluminação pública, pavimentação asfáltica, água, energia elétrica e rede de esgoto. Todo o processo será feito em conjunto com a Secretaria Municipal de Habitação (Sehab).  Além dos moradores da área do Linhão, famílias de outras áreas também serão beneficiadas.

No encontro com os populares, Darci Lermen anunciou também a construção de uma escola no bairro Ipiranga, que faz parte do Complexo Tropical, onde será utilizada mão de obra local para a obra.

Reportagem: Jéssica Diniz

Polícia prende homem acusado de violentar sexualmente duas crianças de 10 e 12 anos

A Polícia Civil deu cumprimento ontem ao mandado de prisão preventiva expedido contra Dário Cardoso Coelho, que é acusado do crime de estupro de vulnerável, em Parauapebas, sudeste paraense. Ele é acusado de violentar duas crianças, de 10 e 12 anos. A prisão dele é resultado de inquérito policial instaurado para apurar as denúncias dos crimes.

As investigações são presididas pela delegada Ana Carolina Abreu, titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), que responde também por crimes sexuais cometidos contra criança e adolescentes.

Segundo a delegada, durante as investigações, o acusado foi ouvido em depoimento e negou que tenha abusado sexualmente das crianças, entretanto, destaca a policial civil, as evidências do crime são claras.

“As vítimas realizaram exame sexológico e o resultado sairá em poucos dias”, destaca Ana Carolina Abreu. Com base nas provas já existentes, a ordem de prisão foi decretada. O acusado está recolhido à disposição da justiça.

Reportagem:  Walrimar Santos – Ascom/PC

Estudantes de Parauapebas se classificam para final nacional do Desafio Universitário Empreendedor

Durante o final de semana, nos dias 17,18 e 19 de março, na capital do Estado, Belém, ocorreu a Semifinal Estadual do Desafio Universitário Empreendedor (DUE) 2016, no qual 34 universitários de diversos municípios paraenses participaram de uma jornada intensa de autoconhecimento, superação e muito aprendizado oferecido pelo SEBRAE.

Parauapebas foi representada por sete (7) universitários na Semifinal Estadual, sendo cinco da Universidade Federal Rural da Amazônia – UFRA, um da UNIUBE e outro da AIEC Parauapebas.

Agora a cidade levará dois alunos para a final nacional que será realizada em Brasília, entre os dias 7 e 12 de abril. Os quatro finalistas são:

1° lugar: Maria Vitória Rodrigues Oliveira- Engenharia da Computação, UFPA – Castanhal;
2° lugar: Ana Karolina Dias Farias – Engenharia Florestal, UFRA – Parauapebas;
3º lugar: Aryane Miranda Parra – Engenharia Biomédica, UFPA – Belém;
4° lugar: Marcos Adriano Dias de Lima – Engenharia Civil, UNIUBE Parauapebas.

Para Ana Karolina participar do DUE é uma experiência única. “É um momento fantástico, onde aprendemos muito sobre empreendedorismo na prática, coisa que a universidade não faz”. Ela espera trazer o prêmio da final para o estado do Pará e para isso vai preparar-se e dedicar-se junto com toda a equipe vencedora.

Marcos Adriano, que já é veterano na competição, ficou muito feliz com a premiação e acredita que a ajuda do Sebrae e o conhecimento acumulado, desde 2015, contribuíram para ele ser finalista. “A sensação de ser campeão é indescritível. O apoio de todos os familiares, dos parceiros do Sebrae e dos colegas que participaram desta semifinal foi fundamental para meu crescimento, levaram-me a ser vencedor”.

Premiação

Na Semifinal Estadual, os campeões, receberam, cada um, os seguintes prêmios: um smartphone e um troféu. Na etapa nacional serão premiados os universitários integrantes das três melhores equipes, cada um, com um troféu e os seguintes prêmios:

– 1º lugar: prêmio em dinheiro no valor de R$ 20.000,00 brutos para cada integrante da equipe;
– 2º lugar: prêmio em dinheiro no valor de R$ 10.000,00 brutos para cada integrante da equipe;
– 3º lugar: prêmio em dinheiro no valor de R$ 5.000,00 brutos para cada integrante.

Reportagem: Renê Silva

Inscrições abertas para o Prêmio Consulado da Mulher

Até 31 de março, as organizações sociais que apoiam grupos produtivos  na área de alimentação e que tenham protagonismo feminino poderão inscrever  projetos na 5ª edição do Prêmio Consulado da Mulher, 10 (dez) empreendimentos serão selecionados e cada um receberá R$ 10 mil para investimentos em infraestrutura, assessoria de negócios gratuita por 24 meses e eletrodomésticos Consul para impulsionar a capacidade produtiva. Para participar, basta consultar os requisitos no Edital, bem como fazer o download da ficha de inscrição no site www.consuladodamulher.org.br/premio2017. Tendo grande potencial, o estado da Pará já contou com dois projetos na lista de vencedores da edição de 2015.

O Prêmio é uma iniciativa do Instituto Consulado da Mulher, ação social da marca Consul, e conta com o apoio institucional da ONU Mulheres.

XXI Semana da Árvore é aberta oficialmente em Parauapebas

Durante a manhã chuvosa desta terça-feira (21), a Prefeitura Municipal de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), realizou nas proximidades dos lagos do Bairro Nova Carajás a abertura oficial da XXI Semana da Árvore de Parauapebas.

Na oportunidade, com a presença do Prefeito Darci Lermen e outras autoridades e secretários de governo, foi realizado um ato de plantio de mudas com o tema “Criação do Bosque Amigos da Natureza”.

Confira a programação da XXI Semana da Árvore de Parauapebas:

Data: 21/03/2017 (3ª feira)

Horário: 8 às 12h

Local: Lago da Nova Carajás.

– Abertura oficial

– Plantio de mudas “Criação do Bosque Amigos da Natureza”

– Blitz trote PJA (Projeto Jovem Ambientalista)

Locais: Cruzamento da rua 14 com a rua F; rua do comércio com av. Liberdade; av. Liberdade com a rua Lauro Corona.

Data: 22/03/2017 (4ª feira)

Horário: 9 às 12h

Local: Ginásio Poliesportivo

– Oficinas para a comunidade em parceria com a Universidade Federal Rural do Pará (Ufra). “Projeto UFRA na Comunidade”

Data: 23/03/2017 (5ª feira)

Horário: 9 às 12h

Local: Ginásio Poliesportivo

– Gincana ecológica 7° ano

Data: 24/03/2017 (6ª feira)

Horário: 16 às 22h

Local: Centro de Desenvolvimento Cultural (CDC)

– Formatura do PJA

– Apresentações culturais

– Encerramento

Data: 25/03/2017 (Sábado)

Horário: 8 às 17h

Local: Flona Carajás

– Expedição àFlona Carajás, pela equipe vencedora da gincana.

 

Estrada de Ferro Carajás pode ser interditada na tarde desta terça-feira (21)

Ex-funcionários da Integral Engenharia, que tem sede em Minas Gerais, entraram em contato com a equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar na manhã desta terça-feira (21) e afirmaram que irão realizar mais uma manifestação na Estrada de Ferro Carajás (EFC), dessa vez, no município de Vila Nova dos Martírios, Estado do Maranhão.

Os ex-funcionários da Integral Engenharia alegam que a empresa está com vários débitos trabalhistas e que estariam sendo enganados pela empresa que prestou serviços para a mineradora Vale nas obras de duplicação da Estrada de Ferro Carajás.

Além de Vila Nova dos Martírios, empresários que prestaram serviços e ex-funcionários da Integral Engenharia já realizaram manifestações nos municípios de Marabá e Parauapebas.

De acordo com os ex-funcionários, a interdição da Estrada de Ferro Carajás está prevista para acontecer por volta das 13h00 desta terça-feira (21), com o objetivo de chamar a atenção da imprensa e diretores da mineradora Vale sobre os problemas causados pela Integral Engenharia.

Evento ‘Mulher de Destaque do Pará’ premia contadora de Parauapebas

É de uma cidadã de Parauapebas, que possui muitos serviços prestados à sociedade local, um dos títulos inéditos até então conferidos a personalidades femininas de outros municípios paraenses. A contadora Onilce Pereira acaba de arrematar a comenda “Mulher de Destaque do Pará 2017” no mês em que se comemora justamente o dia dela e de outras 105 milhões de brasileiras, num país em que as mulheres ainda sofrem discriminação no mercado de trabalho em relação aos homens.

O título “Mulher de Destaque do Pará 2017” é uma honraria conferida pelo Conselho de Eventos do Estado, presidido pela procuradora Gal Fernandes e que tem como vice-presidente a promotora de justiça Elaine Castelo Branco, em alusão ao Dia Internacional da Mulher, celebrado sempre em 8 de março. A contadora e empresária parauapebense Onilce vai receber a premiação no próximo dia 30, às 20h30, no Parque da Residência, em Belém.

Com notável expertise e know-how em Contabilidade e Gestão Pública, Onilce é uma profissional bastante conhecida e destacada na região.
Com o currículo recheado com três graduações (Filosofia, Administração e Contabilidade), a profissional é pós-graduada em Controladoria e Gestão Financeira, carregando na bagagem, ainda, vários cursos de aperfeiçoamento em sua área de atuação e participação em workshops Brasil afora. É por isso que ela se destaca num cenário bastante competitivo em sua área de atuação e seu nome foi lembrado por diversas pessoas notáveis e influentes na sociedade paraense.

“Eu me sinto honrada e emocionada pela indicação ao prêmio. É a primeira vez em que uma mulher de Parauapebas recebe essa menção”, comemora a contadora, que ficou surpresa com a indicação. Onilce é conhecida pela sua historia de vida e por seu empreendedorismo, uma vez que depois de mais de 20 anos no serviço público, se lançou de cabeça na iniciativa privada, em 2013, num cenário financeiro nacional difícil e acirrado. “Gostaria de agradecer à sociedade de Parauapebas, à qual sempre dediquei meu trabalho e de cuja mesma tenho orgulho de pertencer. Agradeço aos meus clientes e parceiros, responsáveis pelo sucesso comercial da minha empresa e aos quais sempre me empenho para prestar sempre o melhor serviço. Saibam, todos, que sem vocês este reconhecimento não seria possível”, encerra a destacada profissional.

IFPA Parauapebas recebe autorização para oferecer novo curso

O campus Parauapebas do Instituto Federal do Pará (IFPA) recebeu, na última quinta-feira (23), autorização para oferecer curso técnico em Eletroeletrônica integrado ao Ensino Médio. Agora, o Instituto passa a ter duas opções de cursos técnicos para aos estudantes que concluíram o ensino fundamental e pretendem seguir a formação profissional e básica de nível médio.

“A permissão de funcionamento do curso técnico em Eletroeletrônica é uma conquista para toda população de Parauapebas que poderá receber ensino gratuito de qualidade em nosso Instituto. Acreditamos que a Educação abre portas, e é por isso que buscamos, cada vez mais, ampliar o Ensino oferecido no IFPA, qualificando nossos jovens para ocupar as vagas no mercado de trabalho”, disse Rubens Chaves, diretor geral do campus Parauapebas.

A abertura do curso objetiva atender demanda por profissionais especializados para, assim, contribuir com o desenvolvimento econômico o social da região. O curso técnico em Eletroeletrônica será oferecido em tempo integral (manhã e tarde), com carga-horária de 3.810 horas/aula, e terá 40 vagas para ingresso anual.

Conforme especifica o Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia (CNCST), o técnico em Eletroeletrônica é o profissional que planeja e executa a instalação e manutenção de equipamentos e instalações eletroeletrônicas industriais; projeta e instala sistemas de acionamento e controle eletroeletrônicos; aplica medidas para o uso eficiente da energia elétrica e de fontes de energias alternativas, dentre outras funções.

O Projeto Pedagógico do Curso (PPC) foi elaborado por docentes da instituição e aprovado pelo Conselho Superior (Consup) e autorizado pelo reitor substituto do IFPA, André Moacir Lage Miranda. Com a permissão, foi instalada uma Comissão para dar início aos trâmites do Processo Seletivo, que deve ter edital divulgado em breve.

Participaram da Comissão de Elaboração do PPC os professores Francisco Serpa, Hélio Fernando Pessoa Bentzen, Kassio Derek Nogueira Cavalcante, Lucas Araújo do Nascimento, Maria Reinize Semblano Gonçalves, Thabatta Moreira Alves de Araújo e Waldicley da Costa Silva.

A elaboração do PPC também contou com a colaboração dos professores Alcione Santos de Sousa, David Durval de Jesus Vieira, Débora Aquino Nunes, Julianna Kelly Paulino Bezerra de Azevedo, Rafael Pires Pinheiro, Renato Araújo Costa e Sebastião Rodrigues Moura.

Vagas de emprego disponíveis no Sine Parauapebas: 21/03/2017

OCUPAÇÃO DE VAGAS NA SALA DE ENCAMINHAMENTO 21/03/2017

 

TAPECEIROMCOM EXPERIÊNCIA NA CARTEIRA
PADEIROMCOM EXPERIÊNCIA NA CARTEIRA
AGENTE DE COBRANÇAMCOM EXPERIÊNCIA NA CARTEIRA , CNH E MOTO
MANICUREFCOM EXPERIÊNCIA OU CARTA DE RECOMENDAÇÃO – SE POSSIVEL EXPERIÊNCIA COM UNHAS DE GEL
DOMÉSTICAFCOM EXPERIÊNCIA OU CARTA DE RECOMENDAÇÃO
VENDEDOR EXTERNOM/FCOM EXPERIÊNCIA NA CARTEIRA – ENSINO MÉDIO – HABILITAÇÃO A-B – VENDER BANNERS – QUADROS – FOTOS- ETC.
PROMOTORA DE ALIMENTOSFBOM RELACIONAMENTO INTERPESSOAL – TER MENOS DE 30 ANOS – SE POSSÍVEL POSSUIR VEÍCULO PRÓPRIO.
AUX. ADM/ RECEPCIONISTAFCURSO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE – A PARTIR DOS 18 ANOS – ENSINO MÉDIO – PREFERIVEL QUE MORE NOS BAIRROS CIDADE NOVA OU UNIÃO.
ASSISTENTE FINANCEIRO FENSINO MÉDIO – A PARTIR DOS 25 ANOS –  RESPONSSÁVEL POR CONTAS A PAGAR Á RECEBER – NEGOCIAR COM FORNECEDORES DATAS DE BOLETOS – COBRAR CLIENTES INADINPLENTES – FECHAMENTO DO CAIXA DIÁRIO – ARQUIVAMENTO DE CONTAS PAGASE RECEBIDAS – FECHAR FOLHA DE PAGAMENTO – EMITIR RELATÓRIO MENSAL DE FATURAMENTO – ENVIAR NOTAS FISCAIS PARA CONTABILIDADE – ENVIAR RELATÓRIO DE EMISSÃO DE NOTAS FISCAIS DE VENDAS PARA CONTABILIDADE, ETC.

 

Quatro em cada dez brasileiros que tiveram nome sujo atribuem negativação ao desemprego

Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) com consumidores negativados, ou que estiveram nesta situação nos últimos 12 meses, investigou quais são as dívidas em atraso e o que essas pessoas estão fazendo para negociar a dívida e recuperar o crédito. Os dados mostram que quatro em cada dez inadimplentes e ex-inadimplentes (38%) tiveram o nome sujo devido ao desemprego. Outros motivos citados foram diminuição de renda (31%), empréstimo de nome para terceiros (17%) e salário atrasado não pago (10%). O valor médio da dívida de quem está ou esteve com o nome sujo é de 2.918,09 reais, sendo maior entre os homens (3.536,22 reais) e entre as pessoas das classes A e B (3.857,42 reais).

Os entrevistados têm ou tinham, em média, contas em atraso com 2,2 empresas, sendo que 1,9 fizeram registro do nome em listas de inadimplência, a negativação ocorreu em 86% dos casos. Além disso, 27% dos consumidores devem a três ou mais empresas diferentes e 64% ainda estão com nome sujo, sobretudo entre as classes C, D e E (68%).

Segundo a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, a atual conjuntura econômica faz com que a dificuldade de honrar com todos os compromissos financeiros seja maior. “O cenário de crise resulta em um grande número de desempregados, e os brasileiros em geral estão com menor poder de compra devido à inflação e às altas taxas de juros”, avalia. “Com isso, o consumidor acaba tendo dificuldade para pagar as contas e fica inadimplente. ”

Entre os que quitaram ou pretendem quitar a dívida, a principal estratégia é recorrer a acordos com os credores (34%), cortes no orçamento (22%) e gerar renda extra por meio de bicos (18%). Os gastos mais citados quando se fala em cortes foram idas a bares ou restaurantes (36%), compras de peças de vestuário ou calçados (34%) e lazer (34%, principalmente entre aqueles com mais de 55 anos, 54%). No entanto, 19% das pessoas não estão economizando para saldar as dívidas. Entre os que possuem mais de uma conta em atraso, a prioridade é quitar conta de cartão de crédito, loja ou crediário para usar o crédito novamente (24%). Foram citadas como prioridade também as contas de menor valor (23%), contas com taxa de juros mais altos (19%) e com o valor final mais alto (18%).

Para José Vignoli, educador financeiro do SPC Brasil e do portal Meu Bolso Feliz, fazer cortes no orçamento é um bom caminho para quem está com o nome sujo. “Quem está endividado deve readequar o orçamento realizando cortes em itens supérfluos para poder negociar as contas em atraso”, afirma. “ Para resolver essas pendências, o indicado é pagar primeiro as dívidas com juros mais altos e, se possível, fazer a portabilidade da dívida para outro banco ou modalidade que tenha taxas menores.

Entre os que pagaram ou pretendem pagar a dívida, 56% acham que é o correto honrar com os compromissos financeiros, 53% não se sentem confortáveis tendo o nome sujo e 30% se preocupam com o valor da dívida depois do pagamento tardio.

Cartão de crédito é principal motivo da negativação 

O levantamento indica também que o cartão de crédito é o motivo da inadimplência de metade dos entrevistados (50%), principalmente entre as pessoas com 55 anos ou mais, (66%), seguido de crediários, carnês e cartões de loja (26%) e empréstimos (21%).

Além disso, uma quantidade significativa de pessoas não sabe quantas parcelas contratou no momento de realizar a compra, com destaque para dívidas com cartão de crédito (49%), empréstimos (35%) e crediários, carnês ou cartões de loja (35%). Além disso, 41% de pessoas não sabem quantas parcelas deixaram de pagar do cartão de crédito, 38% contrataram empréstimos e também não tem este conhecimento, assim como 31% dos que possuem dívidas com crediários, carnês ou cartões de loja que ignoram o número de parcelas não pagas.

De acordo com José Vignoli, o controle financeiro deve ser um hábito para que o consumidor não fique inadimplente. “Alguns mecanismos de crédito, como o cartão, são utilizados, em muitos casos, sem o devido acompanhamento, de modo que a pessoa fica sem saber ao certo qual valor terá que pagar na fatura e quantas parcelas estão pendentes”, afirma. “Por isso, é importante que todos os gastos feitos sejam anotados para não haver surpresas desagradáveis no final do mês”, completa.

O estudo também mostra que 68% dos entrevistados já vivenciaram alguma consequência por estar com o nome sujo. As mais frequentes são: impossibilidade de fazer um novo cartão de crédito, loja ou crediário (32%), realização de compras exclusivamente à vista (24%) e falta de acesso a produtos bancários (19%). Depois da negativação, 88% admitiram mudar a forma de administrar o orçamento, como controlar todos os gastos (31%), pensar muito antes de fazer alguma compra (27%) e comprar somente diante da possibilidade de fazer o pagamento à vista (23%). Mais da metade dos entrevistados (54%) acham importante estar com o nome limpo em qualquer momento da vida e 45% somente em momentos específicos, como financiamento de casa, carro ou abrir conta em banco.

Sete em cada dez tentam negociar as dívidas com o credor; 45% de quem negociou pagamento parcelado atrasou alguma parcela 

Segundo a pesquisa, 69% dos entrevistados tomaram alguma atitude quando descobriram que estavam negativados, sendo que procurar o credor (27%), mudar hábitos para conseguir pagar a dívida (24%) e procurar birôs de crédito (15%) foram as principais. Além disso, sete em cada dez (72%) dos que pagaram ou pretendem pagar tentaram negociar a dívida com o credor, tendo feito 2,3 contatos em média.

Entre aqueles que já tentaram pelo menos uma negociação, 69% garantiram ter se preparado antes de debater com o credor, principalmente pesquisando o valor da dívida e juros cobrados (21%). Sete em cada dez (70%) disseram ter feito algum tipo de contraproposta durante a negociação, como ter sugerido valores menores (27%), valores e quantidade de parcelas diferentes (24%) ou somente outro número de parcelas (18%). Após a negociação, 17% conseguiram desconto adicional para o pagamento integral da dívida à vista, sendo que, em média, o desconto obtido foi de 34% do valor. Entre os que não fizeram contrapropostas (30%), 28% já tinham recebido boas condições, 21% não sabiam se era possível propor algo e 11% consideraram perda de tempo pois o credor não iria aceitar. O principal motivo para aceitar a proposta de negociação foi a redução de forma significativa no valor total da dívida (23%), seguido pelo fato da prestação ter um valor acessível (22%).

A modalidade mais comum escolhida entre os que pagaram ou pretendem pagar a dívida é o pagamento à vista (34%), seguido de parcelamento no carnê ou crediário (28%) e parcelamento no cartão de crédito (10%). Entre os que escolheram pagamento parcelado, 45% estão ao menos com uma parcela em atraso, sendo que 55% não sabem com certeza a quantidade de parcelas que devem. Entre os que sabem, a média é de quase 4. Os principais motivos interrupções dos pagamentos são: desemprego (27%), diminuição de renda (25%) e falta de dinheiro devido à falta de planejamento no orçamento (17%).

Segundo a economista do SPC Brasil, o consumidor deve estar sempre preparado para negociar melhores condições. “Quem conhece a própria realidade financeira e contas em atraso, e está informado sobre condições e taxas de juros tem mais chances de sucesso na negociação”, orienta. Além disso, é preciso analisar a proposta com calma e fazer uma contraproposta, se necessário. “Quem busca o credor para renegociar está mostrando que deseja resolver o problema. Portanto, credor e devedor devem encontrar valores e prazos vantajosos para que o problema não se repita”, completa.

Maioria negocia pelo telefone, mas meios digitais já são utilizados 

A pesquisa também investigou os meios que o consumidor utiliza na hora da negociação, e omencionado pela maioria foi a conversa por telefone (71%), seguida de conversa com o credor na loja ou empresa (26%), e-mail (15%), site da empresa credora (8%) ou especializado em negociação de dívidas (5%).

Os que consumidores que optaram negociar por meio de sites mencionaram que a escolha dessa modalidade ocorreu devido à comodidade – possiblidade de negociar sem sair de casa (33%), possibilidade de simular condições que se adequam à realidade do devedor (28%) e rapidez, considerando que o atendimento pelos meios mais tradicionais nem sempre é eficiente (28%).

Por outro lado, as desvantagens destacadas são: falta de flexibilidade para contrapropostas em relação ao atendimento pessoal (39%), insegurança, por não saber se o site é confiável (33%) e impossibilidade de negociar dívidas de algumas empresas, já que nem todas estão disponíveis neste tipo de site (32%).

Metodologia 

A pesquisa entrevistou 602 consumidores residentes em todas as regiões brasileiras, com idade igual ou superior a 18 anos, de ambos os sexos e de todas as classes sociais, atuais inadimplentes ou ex-inadimplentes há no máximo 12 meses. A margem de erro é de 3,99 pontos percentuais para uma confiança de 95%.

Acesse a íntegra da pesquisa em: https://www.spcbrasil.org.br/imprensa/pesquisas

Deixe seu comentário