Publicidade

Agentes de Saúde decretam estado de greve em Parauapebas

Em Assembleia Extraordinária do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Parauapebas (Sinseppar), com os Agentes Comunitários de Saúde, ocorrida dia 13 de outubro de 2014 (segunda-feira), às 14h30min, no Auditório do Centro Universitário de Parauapebas-CEUP, foi aprovada por unanimidade a seguinte pauta de reivindicação: 01) Concessão do Adicional de Insalubridade; 02) Fornecimento de Equipamento de Proteção Individual-EPI; 03) Fornecimento de Uniforme; 04) Incentivo Financeiro de acordo com a Portaria nº 2.488/2011-MS; 05) Avaliação Médica e Psicológica Periódica.

E também foi decretado por unanimidade o Estado de Greve, a partir de 14 de outubro de 2014, e aprovado um prazo de 07 (sete) dias corridos para que o Governo se manifeste no atendimento às reivindicações.


Caso o Governo não apresente uma proposta concreta para solução dos problemas no prazo estipulado acima, os Agentes Comunitários de Saúde do Município paralisarão as atividades por tempo indeterminado, até que o governo forneça as condições necessárias para que a categoria possa desenvolver suas atividades com segurança, oferecendo um serviço de qualidade à população.

O SINSEPPAR já oficializou os órgãos competentes, através do Ofício nº 122/2014, que foi encaminhado ao Gabinete do Prefeito, com cópia para o Poder Judiciário, Ministério Público, Procuradoria Geral do Município, Secretaria de Saúde e Secretaria de Administração. E ficará no aguardo de um convite por parte da Administração para discussão das reivindicações apresentadas.

O que motivou a decisão da categoria foi à falta de materiais básicos para que os Agentes Comunitários desenvolvam suas funções com dignidade, e o descaso do governo para com a categoria, não participando inclusive de reuniões convocadas pelo Conselho Municipal de Saúde para solucionar o problema.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu