Publicidade
Impasse

Contador desmente afirmação da JUCEPA em Parauapebas

Enquanto a JUCEPA (Junta Comercial do Estado do Pará) tem como normal seu atendimento em Parauapebas, os principais usuários, os contadores, reprovam a forma como vem sendo oferecidos os serviços.

Entrevistado, o presidente da associação que representa os contadores, a ASCOMPA – Associação dos Profissionais de Contabilidade de Parauapebas e Região, José de Sousa, desmentiu, inclusive, as afirmações contidas na matéria publicada neste portal de notícias com o título “JUCEPA está em pleno funcionamento em Parauapebas”.

José de Sousa, afirmou que a unidade da JUCEPA em Parauapebas está sendo apenas um “posto de protocolo” que recebe os processos e os envia para Canaã dos Carajás.

Outro desencontro na informação dada em off pela JUCEPA ao Pebinha de Açúcar, segundo José de Sousa, é quanto ao prazo de retorno dos processos. Enquanto a JUCEPA assegura não aumentar o prazo de retorno, pelo fato de ser feito em outro município, retornando em no máximo três dias úteis; José de Sousa, garante que não acontece o retorno em menos de oito dias, chegando muitas vezes a 15 dias. “Enquanto isto o cliente que, quase sempre, tem urgência fica culpando o contador que não consegue atendê-lo no prazo esperado. Isso é péssimo para a categoria e ainda para o empresário”, denuncia José de Sousa, explicando que com a demanda daquele município somada à de Parauapebas, é natural a sobrecarga.

O contador garante que para a normalização do funcionamento é indispensável a lotação de um analista. Ele explica que com o início de um novo governo, em janeiro, o analista que já atendia foi dispensado e até agora a vaga está em aberto.

Junta comercial de Parauapebas é alvo de reclamações por parte de contadores

A coordenação da unidade em Parauapebas também está vaga desde outubro do ano passado, 2016, quando Ana Iza, que era contratada pela Prefeitura de Parauapebas e cedida a serviço da JUCEPA, foi dispensada com o corte em diversos contratos, após a derrota do então prefeito que não se reelegeu; e a situação ficou ruim para os empresários e contadores. “Não sei como está a relação da junta comercial e prefeitura. Nós, profissionais da contabilidade, é quem estamos reivindicando junto ao prefeito e a ACIP para que busquem resolver isso o mais rápido possível”, explica José de Sousa, contando ainda que até o deputado Gesmar Costa já foi acionado para levar o caso até ao governador.

Quanto ao atendimento da junta no município de Parauapebas, José de Sousa mensura que mesmo quando estava em plena atividade, com coordenador e analista, ainda era lento, dado ao fato de que este município é a terceira maior demanda do Estado. Sendo preciso, segundo ele, de pelo menos dois analistas.

Reportagem: Francesco Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing LTDA-ME
CNPJ: 05.200.883.0001-05 Parauapebas-Pará-Brasil
(94) 3356-0260 | (94) 981342558

Todos os direitos reservados © 2017 Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing Ltda-ME
Desenvolvimento Web: Agência Maktub

To Top
error: Reprodução proibida!